23/11/2021 às 13h21min - Atualizada em 23/11/2021 às 13h21min

Operário cai de 4º andar de prédio no Itaigara enquanto trabalhava

Pintor foi socorrido pelo Samu consciente

AB Notícias News
CORREIO 24HR
Reprodução

Um pintor caiu do quarto andar de um prédio no Itaigara na manhã desta terça-feira (23). Ele foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital Geral do Estado (HGE) após o acidente.

Manoel Matias, de 46 anos, trabalhava na área externa do prédio Mansão Niccolo Paganini, na Rua Dr. Hosannah de Oliveira, quando caiu de um vão enquanto cuidava da manutenção da fachada. Ele usava equipamentos de segurança.

À TV Bahia, o pintor disse que começou o serviço ontem e trabalhava com um assistente. Ele trabalha como pintor há 17 anos. "Tranquilo (de dores). Só no queixo, onde bateu", disse, sobre dores. "Escorreguei e caí no chão".

O pintor foi socorrido consciente, com queixas de dores. Não há detalhes sobre o estado de saúde.

Outro acidente
Ontem, um operário morreu após sofrer uma queda em uma obra em Armação. O Ministério Público do Trabalho (MPT) na Bahia abriu um inquérito para apurar o acidente que matou o operário João Marcos Moraes, 29 anos. O órgão vai apurar as responsabilidades trabalhistas pelo ocorrido.

De acordo com o MPT, este é o 14º inquérito aberto pelo órgão este ano na Bahia para investigar acidentes de trabalho fatais, que causaram pelo menos 18 mortes.

Segundo informações da Polícia Civil, João lavava a fachada do local no momento do acidente. Ele caiu do prédio em construção, onde trabalhava, e o corpo foi encontrado no playground. O edifício está em fase de finalização para ser entregue aos novos moradores.

De acordo com a EngeBahia, empresa em que João prestava serviços, o operário trabalhava há seis anos na companhia. Ainda não há informações sobre o que causou o acidente. João era casado, tinha dois filhos e morava em Salvador. O caso será investigado pela 9ª Delegacia Territorial (DT/Boca do Rio).

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »