27/07/2018 às 05h30min - Atualizada em 27/07/2018 às 05h30min

Falta de gols dos centroavantes faz Flamengo cair de produção no Brasileiro

Leonardo Maior

Agência O Globo -
Agência O Globo -

Até o líder tem os seus problemas. E no Flamengo o que mais preocupa, no momento, é a falta de gols dos centroavantes. Já são quatro jogos sem um golzinho de um atacante de área. O último a marcar foi Felipe Vizeu, contra o Paraná, no dia 10 de junho. E ele nem no elenco está mais. Se transferiu para a Udinese, da Itália, nas últimas semanas.

Entre os centroavantes do elenco, o último a balançar a rede foi Henrique Dourado, na vitória de 2 a 0 sobre o Fluminense, em Brasília, no dia 8 de junho. Foi há cinco jogos. Paolo Guerrero e Fernando Uribe são os centroavantes mais utilizados no momento pelo técnico Mauricio Barbieri e ainda não marcaram após a volta da Copa do Mundo. Os dois disputaram os últimos três jogos (Foram os três primeiros de Uribe).

E os gols dos centroavantes estão realmente fazendo falta ao Flamengo. Nos últimos quatro jogos, a média de gols do Flamengo foi de apenas 1 gol por partida. Antes disso, era de 1,8 por jogo. O desempenho e a distância para o segundo colocado também cairam. Nos últimos quatro jogos, apenas uma vitória: contra o Botafogo.

Falamos com dois especialistas no assunto. Dois ex-jogadores que fizeram sucesso e marcaram muitos gols com a camisa do Flamengo: Nunes e Souza Caveirão. Para Souza, o problema não está no ataque.

- Está faltando a bola chegar. Acho que o Guerrero está jogando bem, fazendo a parede, demonstrando vontade... E o Henrique Dourado, quando estava no time titular, também estava bem. A bola não está chegando tanto. Mas acho que isso vai se resolver. Depois que um marcar, vai embora... os gols vão sair normalmente - analisou o Caveirão.

Nunes, por sua vez, acha que falta ritmo a Guerrero e ao Flamengo.

- O Flamengo está numa fase boa. Tem que pegar o ritmo novamente. Teve essa parada da Copa, algumas mudanças no time. Até pegar o ritmo de novo é meio complicado. Sobre o Guerrero, também precisa de ritmo. Ficou muito tempo parado. Além disso, pode ter sentido a eliminação do Peru - afirmou o João Danado.

Nem Souza e nem Nunes concordam com as críticas a Guerrero. E o técnico Andrade, campeão brasileiro com o Flamengo em 2009, se juntou a eles.

- Ele é um jogador de nível internacional. Temos que analisar num todo. Se o esquema favorece realmente, o posicionamento, se tem que existir uma aproximação... Vejo ele um pouco isolado. Teve o tempo parado, perdeu um pouco do ritmo... Acho que ele tem que ser o titular. Os gols vão sair - disse o Tromba.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »