29/08/2022 às 15h11min - Atualizada em 29/08/2022 às 20h01min

Violista brasileiro radicado nos EUA, Amaro Dubois anuncia projeto pioneiro com trabalhos inéditos de compositores latinos, negros e mulheres

Primeiro single, “A Call from the Woods”, ganha vídeo

SALA DA NOTÍCIA Nathália Pandeló Corrêa
Harris Beauchamp

O renomado violista Amaro Dubois, brasileiro de origem franco-portuguesa radicado nos EUA, dá os próximos passos de seu elogiado trabalho solo com um projeto pioneiro. O álbum “The Voice of the Viola” é anunciado com o single “A Call from the Woods”, composição de Judith Markovich criada especialmente para esta gravação. A música abre caminho para uma coleção que joga os holofotes sobre trabalhos inéditos de compositores historicamente relegados a segundo plano: latinos, negros e mulheres. 

Ouça “A Call from the Woods”: https://bit.ly/acallfromthewoods

Assista ao vídeo “A Call from the Woods”: https://youtu.be/ScT9slpEQfw 

 

O novo disco vem na esteira do bem recebido “Adoration - Music of The Americas”, álbum lançado pela Spice Classics, de Boston. O projeto anterior trazia temas já clássicos também assinados por mulheres, latinos ou africanos, apresentando músicas de Villa-Lobos, Florence Price, Astor Piazzolla e Rebecca Clarke. Dando prosseguimento à seleção de talentos ainda pouco reconhecidos, Amaro se debruça sobre peças inéditas de Dimitri Cervo, Brian Nabors, Felipe Leitão, Guilherme Pimenta, Yubiry Gonzalez, José Zárate e de Judith Markovich, que abre o projeto, desta vez voltado apenas para a viola solo.

“Quando Amaro Dubois me encomendou essa peça para viola solo, ouvi sua história comovente e deixei as ideias fluírem. Uma melodia profunda e lenta surgiu, mas não conseguia encontrar a palavra que descrevesse essa sensação. Pesquisei o significado do nome Dubois, que significa ‘da floresta’. No dia seguinte, comecei a ouvir uma floresta cheia de pássaros, samambaias e animais ousados, por falta de palavra melhor, então escrevi isso. Mesmo assim, quando eu fechava meus olhos, aquela melodia lenta não se encaixava com uma caminhada pela floresta. De repente, eu pensei ‘parece mais um chamado’. Pronto! Eu tinha recebido ‘um chamado da floresta’. Como meu lugar favorito é bem no meio de uma floresta úmida, espero compartilhar com vocês um pouco dessa beleza profunda, junto de um toque de country de Memphis com improvisação livre”, comemora Judith.

Elogiado por seu “máximo comprometimento e sensibilidade com as diversas vozes dos compositores” (Fanfare Magazine), Amaro Dubois tornou-se conhecido por seu trabalho de expansão e popularização do repertório menos conhecido para viola por meio de projetos colaborativos no Brasil e na América do Norte. Recentemente, Amaro também colaborou com orquestras como as Sinfônicas de Paducah e Pensacola, bem como a Orquestra Iris em Germantown-Memphis, onde foi premiado com uma bolsa sob a orientação do diretor musical e maestro Michael Stern para as temporadas de 2019 a 2021. 

As gravações recentes incluem os prelúdios completos das suítes para violoncelo de Bach para a Breve Recordings, uma comparação das diferentes introduções para cada uma das suítes. Com sua parceira do Dubois Yao Duo, a pianista Tingting Yao, eles criam programas que destacam a arte e a música de compositores sub-representados de ascendência afro-americana e latino-americana, bem como compositoras femininas. Dubois é apaixonado por compartilhar o amor pelo som da viola e pelo belíssimo repertório lírico pouco tocado.

Amaro agora se dedica a este álbum solo para viola, onde a diversidade é ainda mais vital. Para “The Voice of the Viola”, ele encomendou oito novas peças, uma bela colaboração entre 8 compositores de 5 países diferentes. Este disco será um grande grito para os compositores vivos que representam minorias na música erudita. “A inclusão não é uma ferramenta de marketing para Dubois. É seu propósito apaixonado”, completa Markovich.

Amaro tem uma ampla experiência no ensino do violino e viola e no treinamento de câmara. Ele ministrou masterclasses para as Shelby County Schools em Memphis, e foi membro do corpo docente da Memphis Music Initiative, uma organização com a missão de investir na juventude por meio do engajamento musical transformador, criando oportunidades igualitárias para jovens negros e pardos na capital do Tennessee. Ele também atuou como professor e treinador de câmara para festivais de música, incluindo o Tennessee Valley Music Festival (2019). 

Em 2021, ele foi convidado a concluir sua pesquisa de doutorado na Universidade de Nevada e atuar como assistente de ensino. Recentemente, Dubois ganhou o primeiro prêmio na competição ArtsLab da Universidade da Geórgia (UGA) e recebeu o prêmio Presidential Award Fellowship para as temporadas de 2022-2026, onde estará trabalhando em dois novos projetos de gravação. Anteriormente, ele obteve seu Master of Music in Viola Performance pela University of Alabama com o Dr. Jacob Adams, e seu Bacharelado em Música em Viola Performance com especialidade em Música de Câmara pelo Conservatório Brasileiro de Música do Rio de Janeiro. 

Dubois ganhou recentemente vários concursos na Europa, como World Classical Music Awards Gold Prize Winner, 1º lugar na categoria Música Moderna (música de câmara acima dos 26 anos), 2º lugar no Kings Peak International Music Competition em 2021, finalista no 4º lugar na categoria profissional de Viola no London Classical Music Competition em Londres, Reino Unido.

Amaro Dubois atualmente se apresenta com uma incrível viola feita em 1870 pelo renomado luthier Otto Erdesz. Agora, o músico olha para o futuro da música erudita e de câmara com um olhar plural, diverso e de reconhecimento por compositores cujo trabalho merece ainda mais destaque. Além deste novo projeto, ele prepara o álbum “Luz”, em formato de duo novamente com a pianista Tingting Yao, para ser lançado via PARMA Recordings em janeiro de 2023. O músico deve anunciar em breve uma turnê europeia para o próximo ano, apresentando o repertório de seus novos discos.

O álbum “The Voice of the Viola” será lançado nas principais plataformas digitais em 2023. Enquanto isso, é possível conferir o single e clipe “A Call from the Woods”. Outras faixas serão reveladas em breve.

Crédito: Harris Beauchamp

 

Ficha técnica

Áudio e Video by Windover Sessions.

Engenheiro de áudio: Logan Green

Filmmaker: Harris Beauchamp

 

Compositora: Judith Markovich 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Ab Noticias  News Publicidade 1200x90
Mande sua denuncia, vídeo, foto
Atendimento
Mande sua denuncia, vídeo, foto, pra registrar sua denuncia