24/08/2022 às 22h39min - Atualizada em 25/08/2022 às 12h42min

Pedro Mann canta o afeto no quarto disco, “Caminho de Casa”

Álbum conta com participação do cantor Leandro Leo e ganha clipe para faixa-título

SALA DA NOTÍCIA Nathália Pandeló Corrêa
Fernando Young

O cantor, compositor e multi instrumentista Pedro Mann segue cantando o amor em suas mais diversas formas com um novo trabalho solo. O quarto disco, “Caminho de Casa”, é um convite a encontrar uma estrada de retorno a si mesmo e uma jornada sonora permeada de afetos, encontros e acolhimento. O álbum, já disponível para streaming, ganha clipe para a faixa-título.

Assista ao clipe “Caminho de Casa”: https://youtu.be/ugGBpUuj74g 

Ouça “Caminho de Casa”: https://pomar.fanlink.to/CaminhodeCasa 

 

O título do novo disco remete a um caminho para encontros potentes. A familiaridade guia essa trajetória, com Pedro Mann cantando de um lugar pessoal e de muita vulnerabilidade, buscando reencontrar-se consigo mesmo por meio de suas referências sonoras construídas desde a infância e a adolescência.

“A favor do vento” e “Meia Colorida” são algumas das músicas que trazem a candura já associada ao cancioneiro de Pedro Mann, que canta na abertura do disco: “Pra mim já basta estar aqui, nesse mesmo ar que te rodeia”. “Meia colorida” fala sobre ter alguém ao lado nos momentos difíceis. Já “Precipícios” e “Todo caminho” trazem nuances de uma maior densidade, apontando a rota que se percorre após uma perda: “Tem a casa vazia e um filme sem tela, todas as melodias pra ela”, ele entoa, e completa: “Eu aprendi a ser forte, todo caminho me faz, todo caminho é sorte, pra não trair minha paz.”

O disco ganha, também, a releitura minimalista de “Por perto”, canção originalmente presente em seu disco de estreia, “O Mundo Mora Logo Ali” (2013), e até hoje um dos maiores sucessos de Mann, tendo tocado nas rádios.

A faixa-título “Caminho de casa”, “Amar de novo” (com participação de Leandro Leo) e “Manhãs de março” marcam a alegria e o otimismo de um novo amor. “A beleza do querer ao te ver crescer pode alcançar o mar inteiro”, ele sentencia. É nessa circularidade que o ouvinte é embalado entre encontros e partidas, caminhos e chegadas. É a lua em câncer, condutora do autor, que nos guia pela suavidade das marés, entre o encontro com o outro e consigo mesmo.

Este novo trabalho inicia um capítulo em uma trajetória já marcante. Nos últimos anos, Pedro Mann lançou “Salineiras” (2020), seu terceiro álbum de estúdio com produção de Rodrigo Vidal (Natiruts, Maria Gadú, Paulinho da Viola). Completam a discografia os álbuns “O mundo mora logo ali” e “Cidade Copacabana” (2016), além de dois registros ao vivo no Estúdio Showlivre, e do EP “Asa” (2021). Entre suas últimas parcerias estão nomes como Caio Prado, Laura Petit e Sávio.

Agora, Pedro Mann revela mais de suas canções. Sempre guiada pela entrega pessoal e por arranjos entre minimalistas e intensos, a musicalidade do artista amadurece na simplicidade, cresce na leveza, cativa nas letras poéticas e eleva nos arranjos. No novo disco, Mann abre as portas de si para compartilhar histórias universais e dialogar sobre aquilo que nos torna mais humanos. O álbum “Caminho de Casa” está disponível para streaming nas principais plataformas, via selo Pomar.

Crédito: Fernando Young

 

Ficha técnica

Produção: Pedro Mann

Co-produção: Ricardo Rito

Voz, Baixo, Violão de Nylon e voz: Pedro Mann

Voz: Leandro Leo

Teclados e bateria eletrônica: Ricardo rito

Violão de aço e guitarra: Pedro Silveira

Viiolinos: Ayran Nicodemo

Violoncello: Pablo de Sá

Arranjos: Antonio Guerra e Yuri Villar

Flauta e Saxofone: Yuri Vilar

Piano acústico: Antonio Guerra e Ricardo Rito

Bateria: Carlos Sales

Mixagem: Renato Alscher e Ronaldo Lima

Masterização: Renato Alscher

Selo: Pomar Cultural

Gravado entre janeiro de 2020 e março de 2022 no estúdio Mann Records.

 

Clipe:

fotografia: fernando young

direção de vídeo: tai fonseca

direção de fotografia: pedro erthal

conceito: cubículo, fernando young, pedro erthal, pedro mann, renan salotto e tai fonseca

assistente de câmera: pedro kuster

identidade visual: cubículo

cenografia: breno burity e felipe bardy

montagem: tai fonseca

color grading: pedro erthal

figurino: kw nature

realização: pomar

agradecimentos: sítio roberto burle marx


 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Ab Noticias  News Publicidade 1200x90
Mande sua denuncia, vídeo, foto
Atendimento
Mande sua denuncia, vídeo, foto, pra registrar sua denuncia