23/07/2018 às 10h15min - Atualizada em 23/07/2018 às 10h15min

Na raça e com um a menos, Vasco derrota o Grêmio por 1 a 0 pelo Brasileiro

Extra

Agência O Globo -
Agência O Globo -
Com as mãos para o alto, Andrés Ríos comemora seu gol contra o Grêmio Foto: Guilherme Pinto / Extra

Além de ter um time mais técnico, o Grêmio teve um jogador a mais por 60 minutos e posse de bola superior a 65% neste domingo em São Januário. Mas foram os donos da casa que tiveram o número que interessa: um gol. Com grande atuação do zagueiro Breno, o Vasco segurou o 1 a 0 e chegou aos 19 pontos e ganhou uma posição na tabela, chegando à décima. Já o Grêmio estaciona nos 23, fora do G-4.

- Foi muito difícil, a gent sabe a qualidade do Grêmio, uma equipe bem treinada e inteligente. Hoje foi no coração e a gente mostrou que está bem. Agora é manter a regularidade, o Brasileiro é isso - disse Giovanni Augusto.

No espaço deixado por Wagner, que cumpriu suspensão, Jorginho tinha três opções: Thiago Galhardo, Evander e Kelvin, que foi o escolhido. Elem ficaria, no entanto, apenas 37 minutos devido à expulsão de Henrique. Antes disso, o começo vascaíno foi melhor do que qualquer torcedor vascaíno poderia imaginar.

 

Logo aos dois minutos, Henrique cruzou rasteiro pela esquerda. Na disputa com Pedro Geromel, o atacante Andrés Ríos conseguiu tocar na bola, que subiu em uma trajetória surpreendente. Desprevenido, Marcelo Grohe tentou, mas não conseguiu evitar que a bola entrasse. Dois minutos depois, Giovanni Augusto arriscou um chute forte de longe e a bola assustou o goleiro gremista, que espalmou para fora.

Os primeiros 15 minutos do time de Jorginho foram bons, com pressão em um adversário que parecia desnorteado. Aos 13, Yago Pikachu recebeu bom lançamento de Andrey e invadiu a área. Ele tentou uma cavadinha na saída de Grohe, mas o goleiro conseguiu desviar a bola para fora.

A partida dos 20 minutos, o Grêmio começou a impôr seu estilo de jogo, com toque de bola. Quando não tinha a bola, o time comandado por Renato Gaúcho pressionava a saída dos jogadores do Vasco em seu campo e invariavelmente retomava a posse. O gol quase saiu aos 23 minutos, quando, após uma defesa parcial de Martín Silva, a bola ficou viva com grande perigo na área. Marcelo Oliveira finalizou para fora em chute.

Sentindo a melhora do adversário, Henrique recebeu um cartão amarelo aos 25 por demorar a cobrar uma falta no meio do campo. A punição seria ainda maior seis minutos depois, quando, para interromper um contra-ataque gremista, derrubou Luan. Ele recebeu o segundo amarelo e foi expulso. Xingado por boa parte da torcida, ele colocou o rosto dentro da camiseta e, em sua ida ao vestiário, levantou a mão reconhecendo o erro. Conseguiu, ao menos, que alguns torcedores o aplaudissem pela atitude.

Para aproveitar os espaços. Renato Gaúcho tirou o lateral-esquerdo Marcelo Oliveira, que já tinha amarelo, e lançou o atacante Marinho, que passou a atacar pela direita. Sem um especialista para colocar na lateral esquerda, Jorginho mexeu no minuto seguinte. Sem grande participação na partida, Kelvin deu lugar a Thiago Galhardo, que começou a jogar por ali.

— Vamos ter que mostrar como conseguimos virar tantos jogos. Temos que segurar — dizia Galhardo no intervalo.

 

Logo no primeiro minuto após a volta do intervalo, por pouco o empate não veio. Everton arriscou de longe exigindo defesa de Martín Silva. Renato botou Grêmio ainda mais no ataque ao tirar Léo Moura e Jaílson para a entrada de Douglas e Jael. Do outro lado, Jorginho respondeu com a entrada do veloz Paulo Vítor no lugar de Andrés Ríos, que quase não era acionado. Depois, promoveu a estreia do zagueiro colombiano Henriquez no lugar de Giovanni Augusto.

Aos 24, Martín Silva não deu rebote em chute de dentro da área de André após escanteio. O Vasco ainda teve duas chances puxadas por Paulo Vítor, em uma delas em que ele caiu na área pedindo pênalti. Mas era o Grêmo que pressionava, quase sempre cruzando na área, facilitando o trabalho de Martín Silva, que, quando exigido, foi eficiente.

 

Vasco: Martín Silva, Luiz Gustavo, Breno, Ricardo e Henrique (Henriquez); Desábato, Andrey, Giovanni Augusto e Yago Pikachu; Kelvin (Thiago Galhardo) e Andrés Ríos (Paulo Vítor).

Grêmio: Marcelo Grohe, Léo Moura (Douglas), Pedro Geromel, Bressan e Marcelo Oliveira (Marinho); Jaílson (Jael), Cícero, Ramiro, Luan e Everton; André.

Gols: 1T: Andrés Ríos aos 2m;

Juiz: Igor Junior Benevenuto Oliveira (MG)

Cartões amarelos: Marcelo Oliveira, Henrique, Marinho, André, Breno, Ramiro, Douglas, Jael e Thiago Galhardo

Cartão vermelho: Henrique

Local: São Januário.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »