23/07/2018 às 10h15min - Atualizada em 23/07/2018 às 10h15min

Camila Lucciola, a Katiandrea de ‘Segundo sol’, diz que fora da ficção seu foco é a filha

Marcelle Carvalho

Agência O Globo -
Agência O Globo -
Camila Lucciola (Foto: Divulgação/ TV Globo)

Katiandrea (Camila Lucciola) vai incendiar a vida de Laureta (Adriana Esteves) em “Segundo sol”. A prostituta, que entregou parte dos podres da vilã para Ícaro (Chay Suede), conta a Remy (Vladimir Brichta) que a cafetina tem uma caderneta onde anota informações sigilosas dos clientes. Com o livrinho nas mãos, o malandro descobre a história do sequestro de Valentim (Danilo Mesquita) e chantageia Laureta e Karola (Deborah Secco).

— Katiandrea é a mais antiga das meninas, sabe de muita coisa que acontece naquela casa. E ela tem rancor, raiva de Laureta, que se finge de amiga, mas não é flor que se cheire — analisa Camila, de 33 anos.

A audácia da personagem não para por aí. A moça ainda tira vantagem de Galdino (Narcival Rubens) ameaçando-o, pois sabe que ele é gay.

Mas não é só na ficção que a história parece ter esquentado para o lado dela. A atriz, agora, é apontada como pivô da separação de Chay Suede e Laura Neiva. Em comunicado, no entanto, sua assessoria nega: “Esclarecemos que Camila Lucciola e Chay Suede são apenas colegas de trabalho, com amigos em comum, e não têm nenhum relacionamento amoroso”.

Fora de cena, Camila garante que seu foco é outro e um só: a filha Felipa, de 7 anos, da sua união de oito com Marcelo Faria, o Aurélio de “Orgulho e paixão”. Separada há seis meses, os dois, segundo ela, são amigos.

— A gente vive almoçando no Projac, nossos estúdios são vizinhos. E ele é um paizão, superpresente — conta.

Soteropolitana, a bela veio para o Rio aos 20 anos focada em estudar teatro. Sua determinação a fez ter certeza de que estaria em “Segundo sol”, mesmo antes de fazer o teste.

— Quando vi que estava na fase de produção, foquei: “vou fazer esta novela”. Pedi um teste para a produtora e, mesmo sabendo que o casting estava fechado, não esmoreci. Aí veio o convite — orgulha-se a atriz, que estreou nos folhetins em “Saramandaia” (2013).

 

Se Katiandrea tem que suportar o convívio com Laureta, na vida real Camila se derrete em elogios à intérprete da vilã.

— É uma escola trabalhar com Adriana. Estou apaixonada! Ela é a melhor pessoa que conheci na vida, muito divertida. Teve um dia que ela brincou: “No meu próximo trabalho, vou exigir que eu me chame Katiandrea. O personagem já vem pronto!” — diverte-se.

O destaque da prostituta na trama soa como um prêmio pela batalha na profissão.

— Sou merecedora do que estou colhendo — diz ela, que conta não ter tido facilidades enquanto esteve casada com Marcelo Faria: — Nunca houve uma indicação. E não vejo mal nenhum nisso. Nunca pedi nada. Sou orgulhosa. Marcelo fez “Dona Flor” no teatro e no cinema. Ele me perguntou se eu queria fazer algum personagem: “Se não posso ser Dona Flor, eu não quero ser nada (risos)”.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »