23/07/2018 às 10h15min - Atualizada em 23/07/2018 às 10h15min

Conheça a primeira narradora a comandar a transmissão de uma final de Copa do Mundo

João Saconi

Agência O Globo -
Agência O Globo -
Vanessa Riche foi curadora do Projeto Narra Quem Sabe; Isabelly Morais ( à esquerda) e Renata Silveira (à direita) foram selecionadas, junto com Manuela Avena, que não pôde ir ao programa (Foto: Thaynara Lima)

O hexacampeonato da Seleção Brasileira de Futebol não veio desta vez, mas nessa Copa uma brasileira conquistou um feito digno de comemoração. Renata Silveira, de 28 anos, foi a escolhida pelo canal Fox Sports para narrar a grande final entre Croácia e França, amanhã, ao meio-dia. A carioca protagoniza uma experiência inédita em nosso país, já que o posto sempre foi ocupado por homens.

— Nunca tinha visto uma mulher narrando futebol. Logo, não me imaginava nessa posição. Agora, não quero mais parar — afirma a educadora física, que tem pós-graduação em Jornalismo Esportivo e deu os primeiros “gritos de gol” pela Rádio Globo, no mundial de 2014.

Além de Renata, a emissora também conta com as vozes das narradoras Isabelly Moraes e Manuela Avena. As três foram selecionadas em maio, por meio de um concurso.

— O machismo ainda aparece bastante. Ouvimos que lugar de mulher não é no futebol e que nossas vozes não combinam com o esporte. Somos pioneiras e as críticas são bem-vindas. Estamos quebrando uma barreira — defende Renata.

Empenhada em criar um estilo próprio para levar os melhores lances até o público, a profissional não acredita que o fator que mais a diferencia dos homens seja a emoção, geralmente atribuída às mulheres.

— É emocionante para todo mundo, não só para as mulheres. Narrei um jogo do Brasil em pé, de tão empolgada que fiquei — revela.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »