23/07/2018 às 10h15min - Atualizada em 23/07/2018 às 10h15min

Saiba como manter o cabelo bonito e saudável ao pintar ou descolorir

Evelin Azevedo

Agência O Globo -
Agência O Globo -

Loiro, moreno, com fios mais longos ou bem curtinhos. Muitas foram as fases de Neymar apenas nesta Copa do Mundo. O jogador e alguns adversários aproveitam os confrontos para inovar nas cores e nos penteados. Para manter o estilo em dia é preciso tomar alguns cuidados para que a saúde do cabelo não seja prejudicada.

— Para que o processo de coloração seja efetuado, é preciso que haja a ruptura da fibra capilar, para que se possa trocar o pigmento original pela nova cor, mais clara ou mais escura. Esse processo deixa o fio mais frágil e suscetível à quebra, podendo se partir em tamanhos diferentes. Isso porque todo produto químico é uma agressão ao fio — explica dermatologista Joana Darc Diniz, diretora da Sociedade Brasileira do Cabelo (RJ).

O ideal é que os fios recebam cuidados antes, durante e depois de serem tingidos. Tonalizar cabelos de homens e de mulheres requer uma atenção diferente por conta do comprimento das mechas.

— Levando em conta que os cabelos masculinos são normalmente curtos, podemos ter um resultado melhor. O cabelo da mulher tem mais volume. O peso do cabelo pode fazer com que ele quebre mais e fique danificado profundamente — alerta João Paulo Rosa Barros, instrutor do curso de barbearia do Instituto Embelleze unidade Angra dos Reis.

A área do couro cabeludo também precisa de atenção. Alguns produtos podem provocar coceiras e até alergias na região. Por isso, o profissional que aplicar a tinta ou o descolorante deve hidratar esta região antes de iniciar o tratamento nos fios.

— Podemos observar que quando vamos usar uma água oxigenada para descolorir os fios, o produto reage levando ao surgimento de lesões esbranquiçadas que coçam e ardem — afirma Tatiana Gabbi, médica dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).

As grávidas devem tomar um cuidado redobrado.

— As tinturas são proibidas na gestação, especialmente no primeiro trimestre — enfatiza Fabiane Mulinari Brenner, dermatologista assessora do departamento de Cabelos e Unhas da SBD.

É preciso testar a tinta em uma pequena mecha para checar se os fios não aguentar a mudança. Além disso, deve-se hidratar o cabelo para deixá-lo preparado para a coloração

Respeitar a quantidade de produto a ser utilizado nos fios e o tempo de ação dele

Fazer tratamentos que reponham a massa e a queratina do cabelo, assim como manter a hidratação dos fios


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »