05/08/2022 às 14h30min - Atualizada em 05/08/2022 às 20h02min

Abrig e coletivos femininos realizam a 1ª Conferência Internacional de Mulheres em RIG

O evento será realizado no dia 8 de agosto, entre 14h e 18h, em Brasília, e será transmitido ao vivo pelo canal do Senado no YouTube

SALA DA NOTÍCIA Divulgacão
 

Ampliar a participação das mulheres na construção de políticas públicas através da atuação profissional de defesa de interesse é o tema central da 1ª Conferência Internacional de Mulheres em RIG. O evento será realizado no dia 8 de agosto, entre 14h e 18h, no auditório do Interlegis, no Senado Federal, em Brasília. Haverá transmissão ao vivo pelo canal do Senado no YouTube.

 

A atividade de Relações Institucionais e Governamentais (RIG) é marcada pela sub-representação de gênero. As mulheres são cerca de 35% dos profissionais na área e a presença delas é menor nas posições mais altas da hierarquia das empresas e organizações. As profissionais têm suas carreiras impactadas pelas barreiras de gênero comuns aos ambientes políticos e gerenciais, marcados ainda hoje por regras e culturas relacionadas ao universo masculino. 

 

A conferência pretende ser um marco nos debates sobre a atuação das mulheres na área de RIG no Brasil. O evento é uma realização da Associação Brasileira de Relações Institucionais e Governamentais (Abrig), representada pelo seu Comitê Mulher, e o Dicas – Mulheres em RIG, com o apoio dos coletivos Pretas e Pretos em Relgov e Mulheres em Relgov+, bem como das Procuradorias da Mulher do Senado Federal e da Câmara dos Deputados.

 

Para a coordenadora do Comitê Mulher da Abrig, Francine Moor, o encontro contribui para o próprio processo democrático, já que ampliar a presença feminina na área é ampliar, também, a participação feminina no espaço político. 

A programação terá dois painéis. O primeiro apresentará um panorama da atuação feminina da área de RIG, com a participação de representantes dos coletivos. O segundo será um diálogo de construção de caminhos. As participações de profissionais do exterior possibilitarão uma análise sobre as similaridades entre as barreiras no Brasil e em outros países.

 

Estão confirmadas as presenças de Carolina Costa, head of Latin America Government Affairs da RELX, em Washington (EUA); Carolina Venuto, presidente da Abrig; Juliana Cellupi, CEO da Radar Governamental; Raiane Paulo, da Oficina Consultoria; Nathália Mariel, procuradora da República (GT de Violência Política contra a Mulher); Lia Noleto, assessora jurídica da Secretaria da Mulher da Câmara dos Deputados; Cibele Perilo, gerente de Assuntos Públicos da Nestlé; Giuliana Franco, gerente de Relações Governamentais na Raízen; e Renard Aron, consultor da área de RIG e palestrante no Brasil e nos EUA.

 

A conferência também conta com participações on-line de executivas de Public Affairs da multinacional Weber Shandwick em diferentes países. Pam Jenkins (EUA/Global); Michelle Giuda (EUA/Global); Ashley Etienne (EUA); Megumi Takayama (Japão); Monica Vicente-Cristina (Bélgica) e Luciana Barbetta (Brasil).

 

A realização da 1ª Conferência Internacional de Mulheres em RIG é patrocinada pelas marcas Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), Radar Governamental, Consillium Soluções Institucionais e Governamentais, Vector Relações Governamentais e Institucionais, Flag Public Affairs, ÉTICA Inteligência Política e Logos Estratégia Consultoria.


SERVIÇO

Evento: 1ª Conferência Internacional de Mulheres em RIG.

Data: 8 de agosto de 2022, de 14 às 18h.

Local: Auditório do Interlegis, Senado Federal, Brasília/DF ou on-line pelo canal do Senado no YouTube.

Público-alvo: Mulheres e homens que atuam na atividade de relações institucionais e governamentais e na área política.

Link de inscrição: https://forms.gle/T8G1n3ABa4LQRzzr8 

Mais informações estão disponíveis nas redes sociais da Abrig e dos coletivos apoiadores.


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »