23/07/2018 às 10h15min - Atualizada em 23/07/2018 às 10h15min

Após 66 anos, indiano corta as maiores unhas da mão do mundo

EXTRA

Agência O Globo -
Agência O Globo -
Foto: Reproduçao

NOVA YORK — O indiano Shridhar Chillal passou os últimos 66 anos “cultivando” as unhas de uma das mãos, consideradas pelo Guinness World Records as maiores já registradas. Numa cerimônia nesta quarta-feira no museu Ripley’s Believe It or Not! (Acredite se quiser), em Nova York, Chillal, enfim, teve as unhas cortadas. Por causa da espessura, alicates e cortadores seriam inúteis: foi preciso um técnico, com máscara de proteção e uma micro retífica, para o trabalho de manicure.

Aos 82 anos, Chillal não corta as unhas da mão esquerda desde os 14. Ele conta ter tomado a controversa decisão após um professor acidentalmente quebrar uma unha comprida e lamentar a perda. Na ocasião, o professor disse a Chillal que ele não entendia o cuidado necessário para manter as unhas longas, o que Chillal entendeu como um desafio.

Ele entrou para o Guinness World Records em 1979, quando suas unhas mediam, combinadas, 219,7 centímetros. Agora, no momento em que foram cortadas, as unhas mediam combinadas 909,6 centímetros, praticamente o tamanho de um ônibus. A maior unha era do polegar, com 197,8 centímetros, e a menor, do indicador, com 164,5 centímetros.

 

As longas unhas impuseram uma dificuldade a mais na vida de Chillal, que conseguiu seguir carreira como fotógrafo, usando a mão direita para fotografar e as unhas para acomodar a câmera. Mas com o passar do tempo ele se tornou permanentemente deficiente da mão esquerda. Ele não conseguia mais abrir a mão nem flexionar os dedos. Isso foi determinante para a decisão de conter as unhas.

— Estou com dor — contou. — Quando cada batida do coração chega aos cinco dedos, meu pulso, cotovelo e ombros doem muito e na ponta da unha sinto sempre uma sensação de queimação.

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »