05/08/2022 às 13h37min - Atualizada em 05/08/2022 às 20h00min

Todo homem é uma bomba relógio: não deixe para explodir em Novembro

Cuidados médicos de prevenção e diagnóstico do câncer de próstata não podem ser considerados apenas durante o Novembro Azul. Entenda a importância de manter exames atualizados o ano todo.

SALA DA NOTÍCIA Carolina Peres
https://www.drpaulo.com.br/
Google

O câncer de próstata é um dos diagnósticos mais preocupantes para a população masculina. Segundo dados do Ministério da Saúde e do Instituto do Câncer, um homem morre a cada 38 minutos por câncer na próstata.

 

O desenvolvimento das neoplasias malignas na região da próstata chega a ser a causa de morte de aproximadamente 30% da população masculina brasileira.

O termo médico se refere ao processo de proliferação acelerada e descontrolada de um câncer ou tumor no corpo humano. 

 

Cuidado que salva

A principal ferramenta de prevenção e tratamento da doença é o diagnóstico precoce, que só pode ocorrer se o homem vai com periodicidade ao urologista, profissional da saúde especializado no sistema reprodutor masculino.

 

Entretanto, o público masculino é também aquele que mais apresenta resistência quando o assunto é ir ao médico e fazer o que popularmente é conhecido como “check up geral”. Como o tumor na próstata se desenvolve mais facilmente em homens a partir dos 50 anos de idade, a resistência aos exames fica ainda maior.

 

Os números do Programa Nacional de Saúde clarificam a questão e demonstram que as mulheres ainda se preocupam mais em ir ao médico em comparação aos homens, que em uma comparativa proporcional visitam 30% menos o médico.

 

Campanha de incentivo

Como meio de combate e incentivo às ações de prevenção contra o câncer de próstata, o Novembro Azul, campanha mundial de combate ao câncer de próstata, foi promulgado como mês oficial para debater o assunto e promover ações de conscientização e prevenção.

 

Embora o mês seja muito relevante para o calendário da saúde, o principal alerta dos profissionais e de pacientes que conseguiram tratar e curar o problema é de que não se pode deixar somente para o mês de novembro. 

 

A ideia é não fazer com que o ciclo de vida masculino seja o mesmo de uma bomba relógio que está a poucos momentos de explodir.

 

A falta de atenção aos exames de próstata pode adiar diagnósticos de outras doenças sérias, como é o caso da Doença de Peyronie. O nome pode ser estranho, mas ela é mais comum do que você imagina.

 

A doença de Peyronie também é conhecida como curvatura adquirida e é responsável por deixar o pênis torto. O problema que atinge diretamente a curvatura peniana pode provocar consequências graves se não for tratado adequadamente.

 

Muitas vezes, os próprios homens ou parceiras/os sexuais, percebem que há algo estranho na genitália, problema que pode impossibilitar ou tornar muito dolorosa a relação sexual. Porém, os homens acabam não buscando ajuda médica e o problema permanece, causando danos irreversíveis. 


Acompanhamento médico e a realização de exames deve ser permanente e periódica. Vergonha mesmo é deixar que uma doença com tratamento disponível seja causa de morte.






 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »