25/07/2022 às 09h08min - Atualizada em 26/07/2022 às 00h12min

Dólar fecha em forte queda antes de decisão sobre juros nos EUA

Nesta segunda-feira, moeda norte-americana recuou 2,33%, vendida a R$ 5,3697.

G1
https://g1.globo.com/economia/noticia/2022/07/25/dolar.ghtml

Nesta segunda-feira, moeda norte-americana recuou 2,33%, vendida a R$ 5,3697. Dólar
REUTERS/Lee Jae-Won
O dólar fechou em forte queda nesta segunda-feira (25), antes da aguardada decisão sobre a taxa de juros nos EUA nesta semana.

A moeda norte-americana recuou 2,33%, vendida a R$ 5,3697. Veja mais cotações.
Na sexta-feira, a moeda norte-americana subiu 0,01%, vendida a R$ 5,4977, renovando o maior patamar de fechamento desde 24 de janeiro (R$ 5,5017). Com o resultado desta segunda, a moeda norte-americana acumula alta de 2,62% no mês. No ano, ainda tem desvalorização de 3,68%.
O g1 está no Telegram; clique aqui para receber notícias diretamente no seu celular
o
LEIA TAMBÉM:
Comercial x turismo: qual a diferença e por que o turismo é mais caro?
Qual o melhor momento para comprar a moeda?
Dinheiro ou cartão? Qual a melhor forma de levar dólares em viagens?
Entenda: O que faz o dólar subir ou cair em relação ao real?
O que está mexendo com os mercados?
Nesta semana, será a vez de os Estados Unidos definirem a sua taxa básica de juros. Operadores de futuros moderaram suas expectativas sobre o tamanho dessa alta, passando a esperar uma alta de 0,75 ponto percentual, em vez de cenário de 1 ponto percentual completo.
O Banco Central Europeu (BCE) elevou na semana passada a taxa básica de juros da zona do euro pela primeira vez em mais de uma década, em meio a temores de uma crise energética e perspectivas econômicas sombrias na zona do euro. A alta, de 0,5 ponto percentual, levou a taxa a zero.
No cenário doméstico, os economistas do mercado financeiro reduziram a estimativa de inflação para 2022, que passou de 7,54% para 7,30%. Foi a quarta queda seguida do indicador. O mercado financeiro manteve a expectativa para a taxa básica de juros da economia, a Selic, em 13,75% ao ano para o fim de 2022. Já a projeção para a taxa de câmbio para o fim de 2022 subiu de R$ 5,13 para R$ 5,20. Para 2023, avançou de R$ 5,10 para R$ 5,20.
Permanecem no radar de investidores temores sobre a credibilidade do Brasil, que foi abalada recentemente por uma emenda constitucional que amplia e cria uma série de benefícios sociais, prevendo despesas fora do teto de gastos a apenas alguns meses das eleições presidenciais.

Fonte: https://g1.globo.com/economia/noticia/2022/07/25/dolar.ghtml


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Ab Noticias  News Publicidade 1200x90
Mande sua denuncia, vídeo, foto
Atendimento
Mande sua denuncia, vídeo, foto, pra registrar sua denuncia