25/07/2022 às 11h26min - Atualizada em 25/07/2022 às 14h32min

Nodle é a mais nova patrocinadora do BlockchaIn Rio Festival

App da rede tem sua própria criptomoeda (NODL) e recompensa os usuários pela conectividade e disponibilidade de seus smartphones.

SALA DA NOTÍCIA BlockchaIN Rio Festival
https://blockchainrio.com.br/
Divulgação BlockchaIN Rio Festival
A Nodle Network, que utiliza o poder dos smartphones para criar uma rede descentralizada, será a principal patrocinadora do BlockchaIn Rio, que acontece de 1 a 4 de setembro, no Rio de Janeiro. O evento tem como meta ser o principal hub de conteúdo sobre o ecossistema Blockchain da América Latina.

O apoio ao BlockchaIN Rio, por meio da cota “Apresenta”, marca a estreia da Nodle no mercado brasileiro. Além do crescimento exponencial da utilização das criptomoedas no país, a Nodle foi atraída pela plena utilização dos smartphones. Dados da Fundação Getúlio Vargas (FGV) apontam cerca de 1,13 dispositivos por habitante. São 242 milhões de dispositivos móveis para 214 milhões de habitantes.


“O Brasil possui uma das populações mais conectadas via smartphones do mundo e um dos grandes polos de crescimento do ecossistema cripto. Durante o BlockchaIn Rio, mostraremos que a Nodle traz uma solução inovadora, simples e segura, utilizando seu smartphone enquanto faz suas atividades no dia a dia”, afirma Carolina Mello, Head de Conteúdo e Comunicação da Nodle.

Qualquer smartphone pode baixar o aplicativo – em aproximadamente 60 segundos, e participar da rede Nodle como um "node". Para participar da rede, não é necessário informar dados pessoais, o que significa que os "nodes" atuam anonimamente, respeitando a privacidade do usuário. Por meio do modelo conecte e ganhe, os usuários são recompensados pela participação na rede com o recebimento em NODL, token nativo da rede. O app foi desenvolvido para rodar em segundo plano sem atrapalhar a experiência do usuário enquanto utiliza outras aplicações, com baixo consumo de bateria (1 a 3% da carga).

Criada em 2017, nos Estados Unidos, a Nodle conta com cerca de 474,223 detentores de tokens ao redor do mundo. É atualmente uma das principais parachains da Polkadot (DOT), rede interoperável que possui muitos entusiastas na comunidade cripto brasileira. As parachains são blockchains construídas “em cima” da rede Polkadot, que compartilham seus níveis de segurança e podem interagir e compartilhar informações.

Para Francisco Carvalho, CEO do BlockchaIn Rio, a missão do festival é incentivar a difusão da blockchain e a democratização do seu acesso. “É uma honra ter a Nodle como anfitriã do BlockchaIN Rio, já que sua proposta de inclusão no universo Blockchain tem tudo a ver com a missão do festival. Com a Nodle qualquer celular se torna um “node” e isso é mais do que inovador, é revolucionário”, afirma.

Festival

O principal objetivo do BlockchaIn Rio é ser um grande hub de debates, educação e negócios focado na conexão entre pessoas e empresas com olhos no presente e o futuro do mercado blockchain. Ao longo de quatro dias, o evento vai permitir que os participantes tenham uma experiência imersiva e transformadora por meio de debates sobre tecnologia, negócios, cultura e sustentabilidade. De acordo com Francisco Carvalho, CEO do BlockchaIn Rio, a primeira edição do evento é também um estímulo para fomentar a educação e inclusão social de novos adeptos a essa tecnologia emergente. 

Mais de 200 palestrantes apresentarão diferentes temas:

- Cybersegurança no mundo descentralizado;
- Ambientes Regulatórios Globais;
- Inclusão Social e Educação Descentralizada;
- Venture Capital; - A disrupção fintech;
- Blockchain GovBR;
- Oportunidades no setor de energia;
- Aplicações Blockchain para logística;
- Blockchain, Internet das coisas (IOT) & Inteligência Artificial (IA);
- DeFi: finanças descentralizadas;
- Metaverso e seus desdobramentos;
- Tokenização e NFT como solução para a indústria da música;
- ESG; - Refi: finanças regenerativas;
- Contratos Inteligentes e o futuro do direito;
- Web 3.0: de onde viemos e para onde vamos; e
- Feira de Talentos.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Mande sua denuncia, vídeo, foto
Atendimento
Mande sua denuncia, vídeo, foto, pra registrar sua denuncia