23/07/2018 às 10h15min - Atualizada em 23/07/2018 às 10h15min

Rival hoje, técnico Marcos Paquetá referendou inscrição de Lucas, do Flamengo, para teste na Gávea

Gabriel Toscano e Rafael Oliveira

Agência O Globo -
Agência O Globo -

Paquetá entrou no mapa do futebol graças a duas crias. Famoso principalmente pelo trabalho como treinador em categorias de base, Marcos, hoje no Botafogo, foi o primeiro a levar o nome da ilha para o esporte. Com a ascensão de Lucas, hoje destaque do Flamengo, a região entrou de vez na moda. Neste sábado, os dois se enfrentam no clássico entre rubro-negros e botafoguenses, às 19h.

A origem não é a única interseção na vida dos dois. Ciente de que o potencial dos netos Lucas e Matheus — duas promessas do Municipal Futebol Clube de 11 anos atrás — não podia ser desperdiçado, Seu Mirão, como era conhecido Altamiro Lima, entrou em contato com Marcos. Queria inscrevê-los num teste para o Flamengo. O técnico, que já comandara a base do clube, autorizou que usassem seu nome como referência na ficha de inscrição.

O talento conduziu o restante desta história. Os dois foram aprovados, e, pela pouca idade, Lucas entrou no futsal. A reportagem tentou contato com ele. Por meio de sua assessoria de imprensa, não quis falar sobre Marcos, pois a história se passou quando ele era muito novo, e os dois nunca se conheceram. Matheus, dois anos mais velho, lembrou com carinho do conhecido da família.

— Meu avô tinha mais contato com ele e arrumou um teste para a gente no Flamengo — recorda o também meia, hoje no Avaí. — Sei que, mesmo de longe, ele sempre procurou saber de mim e do meu irmão.

O Botafogo não autorizou que Marcos Paquetá falasse sobre o assunto.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »