17/07/2022 às 12h45min - Atualizada em 17/07/2022 às 12h45min

Israel planeja estocar alimentos como nos tempos de José do Egito

Apocalipse? Cenário global de catástrofes parece piorar cada vez mais

AB Notícia News
Folha Universal
Reprodução
A ministra israelense de Transportes, Merav Michaeli, instruiu que os navios cargueiros de grãos e ração de animais tenham prioridade nas docas portuárias de Israel. Há um receio de escassez de alimentos por causa da guerra na Ucrânia.
 
O que está acontecendo:
“O Estado de Israel deve salvaguardar sua segurança alimentar fortalecendo nossa agricultura doméstica. Tomando medidas para obter os grãos e a forragem dos quais a agricultura israelense depende, a nação garantirá rapidamente que mantenhamos a segurança alimentar israelense, apesar das mudanças em todo o mundo”, afirmou Merav, em um comunicado do dia 24 de março, segundo o portal de notícias Israel365 News.
 
A publicação também relembrou que o conselho se assemelha ao que José promoveu no Egito Antigo, conforme a narrativa bíblica (Gênesis 41:36).
O contexto:
Ainda no mês de março, o diretor executivo do Programa Mundial de Alimentos da ONU, David Beasley, alertou, em entrevista ao portal POLITICO, que a guerra da Ucrânia provocou uma onda de choque nos mercados internacionais de alimentos, piorando o problema da fome global que já era preocupante.
 
A decisão de estocar alimentos não foi isolada. A China também pediu prioridade no estoque de petróleo, gás, minério de ferro, milho e trigo, por exemplo.
Nas entrelinhas:
O acúmulo de recursos é um sinal para uma possível piora do cenário geopolítico. Pois, desde 2014, quando ocorreu a guerra da Rússia contra a Crimeia, o Banco Central russo acumulou grandiosamente reservas cambiais e de ouro. Ou seja, desde aquela época, aparentemente, a Rússia já se preparava para a guerra da Ucrânia (prevendo, até mesmo, a retaliação dos demais países com sanções econômicas, que, de fato, se cumpriram).
Fique de olho:
Além disso, a tensão na Europa só aumenta com a possibilidade da Finlândia e Suécia aderirem à Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN).
Também precisamos ficar de olho no receio que Taiwan tem de ser invadida pela China. No ano passado, o ministro de defesa de Taiwan, Chiu Kuo-cheng, alertou que a China poderá invadir a ilha até 2025.
Fim dos Tempos:
Este cenário só confirma o que a Bíblia aponta em Apocalipse. Quando este mundo acabar, haverá uma fome severa e uma grande mortandade por violência. Mas, antes que isso aconteça, é necessário que o anticristo se manifeste como um líder global.
 
No livro de Apocalipse, são citados quatro selos que anunciam o aparecimento de quatro cavaleiros (o anticristo, a guerra, a fome e a morte).
 
“Observe a sequência natural dos juízos com a abertura dos selos: a calamidade da guerra gera a escassez de alimentos, e logo a fome; a fome reduz drasticamente a qualidade e a quantidade da alimentação das pessoas e dos animas; enfraquecidas, as pessoas contraem doenças com facilidade, que logo se tornam epidemias. Sem dinheiro para comer, que dirá para comprar remédios, e com a limitada infraestrutura de hospitais superlotados, o resultado será a morte de milhões e milhões”, escreve o Bispo Renato Cardoso, no livro “A Terra Vai Pegar Fogo“.
Saiba mais:
Se você deseja saber mais detalhes sobre o fim dos tempos segundo a Bíblia, acompanhe a série “Estudo do Apocalipse“, disponível na plataforma Univer Vídeo.
Você também pode adquirir o seu exemplar do livro “A Terra Vai Pegar Fogo“.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »