17/07/2022 às 12h34min - Atualizada em 17/07/2022 às 12h34min

Na África do Sul, voluntários levam ajuda a vítimas de enchentes

Alimentos, roupas, água e cobertores foram distribuídos para mais de 6 mil pessoas

AB Notícia News
Folha Universal
Reprodução
A costa leste da África do Sul sofreu em abril último com terríveis enchentes em consequência das fortes chuvas que atingiram o país. A tragédia, que já é considerada um dos maiores desastres naturais da região, deixou mais de 400 mortos bem como cerca de 100 mil pessoas foram severamente afetadas.
 
As inundações também provocaram enormes danos à infraestrutura. Estradas racharam abrindo enormes fissuras, pontes e casas desabaram. Famílias inteiras desabrigadas e muitas comunidades totalmente devastadas. A região mais atingida foi a cidade portuária de Durban, na província de KwaZulu-Natal.
 
O que foi feito, para ajudar e acolher
O Bispo Marcelo Pires, responsável pelo trabalho da Universal na África do Sul, mobilizou pastores, esposas, voluntários e fiéis da Igreja, de todos os estados da África do Sul onde a Universal está presente, em uma ação solidária em prol das vítimas nas comunidades de Isipingo, Clermont, Pinetown, Zwelisha entre outras.
 
As ações que beneficiaram mais de 6 mil pessoas aconteceram durante todos os finais de semana do mês de maio último. Aproximadamente 6 toneladas de alimentos (1.128 cestas básicas), 20 mil peças de roupas, 1.500 litros de água e 170 cobertores foram doados.
O que foi dito, para levar esperança
O Bispo Hermano Souza, responsável pelo trabalho da Universal em Durban, esteve presente nas ações e compartilhou uma palavra de fé e esperança com todos os presentes.
 
“As pessoas foram lembradas sobre o poder de Deus, de que Ele quer tirá-las da situação em que estão no momento e restaurar suas vidas. Bem como motivadas a pensar positivamente e não ceder diante dos desafios que esse desastre natural trouxe. Além de desafiados a usar a fé em Deus para lutar por uma vida melhor”, destacou o Bispo.
Muitas pessoas desejavam mais do que a ajuda material, mas, principalmente, o apoio espiritual. Uma vez que muitos ali estavam até mesmo desistindo da própria vida e precisavam de uma palavra de ânimo e fé. Alguns haviam perdido seus familiares nas enchentes, outros perderam suas casas. Uma parte nem sequer sabia se seus entes desaparecidos ainda estavam vivos.
Quem esteve lá
Mais de 300 voluntários de grupos como Força Jovem Universal, Calebe e Evangelização se mobilizaram neste trabalho social.
 
“O que percebemos é que muitas pessoas perderam tudo. E, mais importante que levar uma cesta básica, foi levar fé e vida através do Senhor Jesus para quem necessita”, afirmou Innocentia Shembe, de 27 anos, voluntária do grupo FJU.
Uma das vítimas das enchentes foi Lindani Mdlalose, de 35 anos, que perdeu 10 membros de sua família. Ele contou que sua irmã mais nova foi quem presenciou tudo, pois no momento ele não estava em casa.
 
“Foi por volta das 23h que tudo aconteceu, a inundação atingiu a nossa casa. Minha mãe e nove dos meus irmãos foram levados pela enchente e ainda não conseguimos encontrar todos (…) Sempre que eu pensava no que aconteceu me emocionava devido à dor. Mas agora tenho lágrimas de felicidade porque, embora tenha acontecido isso, tenho esperança de que tudo que foi destruído será restaurado por Deus.”
Lindani ainda reforçou a importância de receber a doação de roupas e cestas básicas, pois ele está desempregado e sua irmã está em um emprego temporário.
Outra vítima foi Thembinkosi Phahla, de 49 anos, que é cadeirante. Ele relatou como sofreu as consequências dessa trágica inundação.
 
“A água entrou na minha casa e destruiu tudo. Foi muito difícil porque tive que buscar abrigo em lugares altos naquela noite. No dia seguinte, algumas pessoas me ajudaram a tirar a lama que tinha dentro de casa. Perdemos roupas, cama, móveis e até a comida que sobrou havia estragado (…) Estamos felizes com a doação. Especialmente pelos cobertores porque passamos frio. Fico muito grato pelo que estão fazendo.”
Trabalho social da Universal
A saber, a Universal está presente na África do Sul há 30 anos, desenvolvendo programas sociais que auxiliam os segmentos mais fragilizados da população. Para saber mais sobre as ações que a Universal realiza neste e em vários países, clique aqui. Você também pode fazer a sua parte. Torne-se um voluntário ou colabore pelos canais de doação da Universal.
 
(*) Com informações da Universal África do Sul

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »