24/09/2019 às 17h06min - Atualizada em 25/09/2019 às 23h24min

Após os 40 anos de idade, metade dos homens já lidam com a impotência sexual

Pesquisas indicam a presença de disfunção erétil, mesmo que em grau mais leve, em torno de 40% dos homens após os 40 anos de idade, e de 70% naqueles que já chegaram aos 70 anos.

DINO
https://www.farmaciasempreviva.com.br/


De acordo com a Sociedade Brasileira de Urologia, até metade dos homens com mais de 40 anos deve apresentar algum problema relacionado à perda de ereção. Pesquisas indicam a presença de disfunção erétil, mesmo que em grau mais leve, em torno de 40% dos homens após os 40 anos de idade, e de 70% naqueles que já chegaram aos 70 anos.

Esses estudos apenas comprovam que o problema atinge mais homens do que o imaginado, sendo que nem mesmo rapazes mais novos estão imunes à condição, tendo em vista que existe mais de um fator que leva à doença. Ela pode ser de causa natural ou de motivação psicológica.

Indivíduos mais velhos e jovens podem ser afetados

As questões orgânicas costumam afetar a fatia mais velha do público masculino, já que, para essa parte da população, a impotência aparece como decorrência de outros problemas no corpo, como diabetes e hipertensão (condições que afetam mais os homens de meia idade). Por outro lado, a desordem de fundo psicológico está mais relacionada ao descontrole emocional, ansiedade ou muito nervosismo na hora do sexo. Neste caso, ninguém está imune.

Entenda a impotência sexual

A impotência (ou disfunção) sexual deve ser entendida como a não capacidade de conseguir uma ereção que seja suficiente para manter uma relação sexual satisfatória. O conceito pode gerar dúvidas por ser muito amplo, mas é importante ressaltar que casos isolados não podem ser considerados parte do problema. É preciso que a disfunção seja recorrente e esteja atrapalhando a qualidade de vida do casal para que seja considerada uma doença.

Alprostadil como tratamento para impotência sexual

Ao contrário dos medicamentos via oral e das opções injetáveis, o Alprostadil da Farmácia Sempre Viva é disponibilizado através de um creme e aplicado por meio de uma caneta com ponta de silicone, permitindo absorção do medicamento pelo organismo através da absorção da pele.

O grande diferencial do Alprostadil em Creme é que não apresenta os mesmos efeitos colaterais de outros medicamentos para disfunção erétil, e sua aplicação tem como base um creme administrado via caneta com ponta flexível, sem causar dor ou efeitos adversos.

Óxido nítrico como complemento

O óxido nítrico já é produzido pelo nosso organismo, sobretudo pelas células que revestem as paredes internas de vasos e veias, as células endoteliais.

A regulação do fluxo sanguíneo, juntamente com o óxido nítrico, influência em diversas funções do corpo e auxilia no bom funcionamento da pressão arterial e das ereções, já que o óxido nítrico tem poder de vasodilatação.

Fitohormônios para reposição hormonal em homens

Após os 40 anos, muitos homens são aconselhados a realizar a reposição hormonal com os chamados hormônios bioidênticos, que são de origem sintética, porém há quem não se sinta seguro com esse tipo de tratamento.

Para esses casos, existe a alternativa que vem da natureza, os chamados Fitohormônios, extraídos de fitoterápicos que auxiliam na produção de hormônios pelo corpo masculino.

Alprostadil e outros tratamentos para homens na Farmácia Sempre Viva

A Farmácia Sempre Viva se empenha em desenvolver cada vez mais tratamentos para disfunção erétil e outros problemas hormonais que tendem a surgir com o passar dos anos.

Além do Alprostadil para impotência sexual, é possível encontrar também o estimulador de óxido nítrico e os fitohormônios para reposição hormonal natural masculina.

Navegue pelo site para obter maiores informações.



Website: https://www.farmaciasempreviva.com.br/
Link
Notícias Relacionadas »
Ab Noticias  News Publicidade 1200x90
Mande sua denuncia, vídeo, foto
Atendimento
Mande sua denuncia, vídeo, foto, pra registrar sua denuncia