16/05/2022 às 09h33min - Atualizada em 16/05/2022 às 18h46min

Pediatra fala sobre a importância de manter em dia a caderneta de vacinação

Gabriela Araujo Costa, professora da Faseh, ressalta que o SUS disponibiliza mais de 20 vacinas gratuitas para crianças e adolescentes

SALA DA NOTÍCIA Cristiane Miranda Malheiros
Internet
                                        
Logo nas primeiras semanas de vida, os pais e responsáveis já sabem que seus filhos precisam ser imunizados a fim de evitar doenças. As vacinas de BCG e a primeira dose de Hepatite B são as primeiras de uma série de outras vacinas que serão essenciais para o crescimento saudável da criança. “Mantendo a caderneta de vacinação atualizada, conseguimos prevenir doenças tanto de maneira individual quanto coletivamente. Na criança com todas as vacinas recomendadas, prevenimos doenças que ela poderia pegar e, no coletivo, temos um efeito positivo, pois quanto mais crianças vacinadas, menor a chance da circulação do agente causador de doenças”, explica Gabriela Araujo Costa, pediatra e professora do curso de medicina da Faseh- Faculdade da Saúde e Ecologia Humana, integrante do ecossistema Ânima Educação. 
    
Ainda de acordo com a professora Gabriela, a vacinação é um direito da criança estabelecido pelo Estatuto da Criança e Adolescente, e deve ser garantido pelos pais ou responsáveis e pelo setor de Saúde de cada município. “Em tempos de pandemia, manter essa caderneta de vacinação em dia é importante para a diferenciação quanto aos tipos de gripe, por exemplo. Assim, fica mais fácil para os médicos realizarem os diagnósticos”, ressalta Gabriela.
 
Atualmente, o Sistema Único de Saúde (SUS) disponibiliza mais de 20 vacinas para as crianças e adolescentes. Entre elas estão a BCG, que é aplicada na criança ao nascer em dose única, protegendo-a de formas graves de tuberculose; a vacina contra hepatite B (1) que aplicada com um mês de nascimento; com dois meses de idade a vacina tetravalente (DTP + Hib) que protege contra difteria, tétano, coqueluche, meningite e outras infecções causadas pelo “Haemophilus influenzae tipo b”; além da vacina contra a poliomielite, que é a paralisia infantil.
 
A pediatra alerta aos pais e responsáveis a necessidade de atualização e a manutenção da caderneta de vacinação para o controle vacinal. “A caderneta de vacinação é fornecida nos hospitais, assim que a criança nasce. Isso é para que os pais e responsáveis possam acompanhar e não perder nenhuma vacina, pois são elas imprescindíveis para evitar o aparecimento de muitas doenças”.
 
Campanhas de vacinação
No Brasil são realizadas várias campanhas de vacinação durante todo o ano, com o objetivo de conscientizar a população, orientar e mostrar a importância de tomar as vacinas corretamente. O Brasil é um dos países que apresenta o maior número de campanhas de vacinação. De acordo com um estudo realizado pelo Ministério da Saúde, o país possui mais de 36 mil salas de vacinação, que juntas aplicam uma média de 300 milhões de imunobiológicos, e ainda exporta doses para mais de 70 países.
 
Sobre a Faseh
A Faseh- Faculdade da Saúde e Ecologia Humana- passou a integrar o Ecossistema Ânima Educação em 2021. Localizada no município de Vespasiano, no Vetor Norte, área em expansão da Região Metropolitana de Belo Horizonte, a faculdade é voltada para a internacionalização com parcerias com instituições de ensino e pesquisa de fora do Brasil. A Faseh tem como carro-chefe o curso de Medicina que recebeu nota 5 do MEC, sendo que apenas 23 instituições de ensino superior, dentre as mais de 300 em atividade no País, têm a pontuação máxima. A Faseh tem como missão educar, produzir e socializar o saber universal a partir do Ensino, Extensão e Pesquisa, visando contribuir para o desenvolvimento de um cidadão crítico e ético.  www.faseh.edu.br    
 
 
 
 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Ab Noticias  News Publicidade 1200x90
Mande sua denuncia, vídeo, foto
Atendimento
Mande sua denuncia, vídeo, foto, pra registrar sua denuncia