13/05/2022 às 12h54min - Atualizada em 13/05/2022 às 15h18min

Com a volta das festas e casamentos, 5àsec explica como cuidar dos vestidos de gala guardados no armário

Peças delicadas pedem um cuidado especial, visando prolongar a vida útil

SALA DA NOTÍCIA DFreire
DFreire
FreePik
Depois de dois anos de pandemia, os vestidos de festa, geralmente utilizados em casamentos, formaturas e outras comemorações ficaram por um bom tempo guardados nos armários. Com a retomada de eventos sociais, muitas pessoas podem ter surpresas desagradáveis na hora de tirar a peça do guarda-roupa para uma festividade. O que muitos se perguntam é qual a forma correta de cuidar dos mais diversos tipos de roupas de gala, como os de modelos lisos, com pedrarias, transparências, rendas, bordados e outros atributos que dão um toque especial à peça, para manter a cor, a qualidade da fibra e a vida útil, evitando as famosas manchas amareladas ou até mesmo de mofo. Para que você possa cuidar e armazenar da forma correta os vestidos de diferentes tecidos, a especialista em cuidados têxteis da 5àsec, Marinês Cassiano, separou 10 dicas que trazem cuidados específicos para este tipo de item.
 
1- Como preservar no armário?
Ao armazenar o vestido, evite a claridade da iluminação artificial (lâmpada). Se a luz bater diretamente na roupa, ela pode descolorir a peça e deixá-la amarela. A cada três meses, recomendamos que tire o item do guarda-roupa e coloque para tomar sol e arejar. É importante guardar a roupa sempre limpa e em sacos de TNT, nunca em capas de plástico, que podem contribuir com a proliferação de mofo ou causar manchas amarelas com o passar do tempo.

2- Se manchar, qual a ação imediata tomar para evitar danos?
Para evitar danos futuros nos vestidos, é importante remover o excesso do produto com um guardanapo ou pano branco, sempre seco e limpo. Não é necessário utilizar produtos caseiros, como o vinagre, por exemplo. O correto é enviar para uma lavanderia especializada e de sua confiança, como a 5àsec, para que eles possam fazer o processo de retirada de mancha com as técnicas e produtos adequados.
 
3- Pode passar ou não?
O vestido pode ser passado, mas deve haver um cuidado muito grande. Dependendo do tipo de tecido, o ferro não pode estar em uma temperatura muito quente, pois pode danificar a peça. Também devemos nos atentar aos adereços. Por isso, é importante verificar a etiqueta da peça, seguindo as orientações com relação à temperatura do ferro.  
 
4- O que fazer se ele mofar? O que fazer para não amarelar?
Se o vestido estiver mofado, o ideal é lavar a peça com cuidado e produtos específicos. É importante que ele seja armazenado sempre limpo. Os produtos neutros são os mais indicados para lavar as peças, pois é necessário levar em conta o tipo de tecido e as fibras mais delicadas.
 
5- O que fazer para tirar manchas de guardado?
Caso o vestido esteja manchado, não se deve usar produtos clorados e utilizar o mesmo procedimento dos cuidados de peças mofadas. O ideal é procurar uma lavanderia profissional.
 
6- E para tirar cheiros?
Dentro do armário, você pode colocar os capturadores de odor que são vendidos em mercados tradicionais. Mas lembre-se: coloque a peça para tomar sol, mas não deixe o dia inteiro em exposição, pois isso pode danificá-la.
 
7- Qual a melhor forma de lavar?
Cada peça precisa ser avaliada por um profissional para verificar como ela deve ser higienizada. Dependendo do tecido e da fibra, existe uma indicação, e é importante verificar as especificidades de cada uma delas na etiqueta. Existem diferentes tipos de lavagens. A limpeza com água, que é mais conhecida, e a limpeza a seco. Para garantir o melhor tratamento para sua peça, dê preferência para a limpeza em lavanderias especializadas.

8- Como tirar manchas de suor, desodorante e antigas?
Depende do tipo do tecido do vestido. Se for uma peça feita em seda, não pode ser lavada na água quente, somente com detergente neutro. Nunca guarde a peça suja, sem remover as manchas, pois isso compromete o tecido podendo causar manchas que são mais difíceis de serem retiradas.
 
9- Como evitar que o tecido “apodreça”, resseque e fique mais frágil?
Dentre todos os cuidados citados acima, para que a peça não danifique, coloque no sol, mas
não por muito tempo. Siga as orientações de armazenamento e conservação da peça,
para que o vestido esteja sempre com aspecto de novo. Também é possível investir em
serviços de revitalização da peça em lavanderias. A 5àsec, por exemplo, conta com o Appret,
um serviço inovador que revitaliza as cores do tecido, fazendo com que elas permaneçam
impecáveis em todas as circunstâncias e mantenham a flexibilidade. Com o cuidado de
acabamento, é aplicada uma película fina sobre o vestido que revitaliza as cores,
prolongando o efeito da passadoria. Este método protege o tecido contra manchas e fornece
um acabamento brilhante.


10- Como limpar e higienizar itens de camurça?
As peças de camurça necessitam de uma atenção especial constante, tempo que também pode variar de acordo com a sua utilização, pois ela é um material poroso de superfície veludínea e permeável. Se for lavada incorretamente pode ocasionar riscos e manchas. Não tente retirar as manchas mais difíceis em casa. Delegue a um profissional qualificado e de sua confiança, pois tentativas de limpeza dessas peças podem causar danos irreversíveis. Mande-as para lavanderia, ao menos uma vez ao ano e nunca guarde as roupas sujas, pois isso dificulta e compromete o serviço de limpeza. Por ser sensível, a camurça não pode ser exposta à luz, seja ela natural ou artificial, pois pode desbotar com maior facilidade. Os sacos plásticos são os grandes vilões das roupas de camurças. Utilize as capas de TNT porque são vazadas e permitem a entrada de ar e, assim, evitam o aparecimento de mofo.
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »