17/09/2019 às 09h35min - Atualizada em 17/09/2019 às 09h42min

Poder de transformação das comunidades desperta atenção de investidores sociais reunidos pelo IDIS em São Paulo

O Fórum Brasileiro de Filantropos e Investidores Sociais 2019, organizado pelo IDIS – Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social, teve como tema central a força das comunidades. A edição deste ano reuniu mais de 300 participantes, 52 palestrantes, 12 sessões, 15 mesas temáticas e 10 horas de atividades. Todas as sessões do Fórum foram gravadas e serão disponibilizadas no canal do IDIS no YouTube.

DINO
http://www.idis.org.br


Filantropos e investidores sociais estiveram reunidos em São Paulo na última quinta-feira (12/09) para discutir de que maneira podem atuar com mais impacto no desenvolvimento de comunidades e qual o potencial que podem ter na construção de soluções para os problemas locais. O Fórum Brasileiro de Filantropos e Investidores Sociais 2019, organizado pelo IDIS - Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social, teve como tema central a força das comunidades. Grupos ligados pela geografia, ligados pelo território que ocupam. Coletivos unidos por afinidades, ideias, temas, interesse, gênero, raças, causas, que foram ampliados a partir das possibilidades tecnológicas.

O Fórum, realizado desde 2012, se consolidou como um evento que estimula e inspira os investidores sociais a continuarem doando tempo, recursos e conhecimento para a construção de um mundo mais justo e mais comunitário. A edição deste ano reuniu mais de 300 participantes, 52 palestrantes, 12 sessões, 15 mesas temáticas e 10 horas de atividades.

Um dos painéis debateu como as comunidades (até mesmo as virtuais) estão ganhando força e promovendo grandes transformações. Nele, os participantes ressaltaram a importância das fundações e organizações filantrópicas comunitárias em todo o mundo. O diretor de programas da Fundação Mott, dos Estados Unidos, Nick Deychakiwsky, reforçou a relevância do empoderamento dentro das comunidades, para criar lideranças e facilitar o diálogo. Para o presidente & CEO da United Way Worldwide, Brian Gallagher, é preciso agir como uma rede única. "São as pessoas que podem nos ensinar como resolver os problemas delas", finalizou.

Os fundos patrimoniais e instrumentos de financiamento de causas e comunidades foram discutidos no painel que tratou sobre a sustentabilidade financeira de longo prazo. O CEO da Charities Aid Foudation (CAF), Sir John Low, reconheceu que esse é um grande desafio. "Conseguir financiamentos pode exigir muitos recursos das organizações, que já trabalham com margens pequenas. Não há dúvida que os fundos filantrópicos, que já existem há anos, podem ser o que é preciso para ir além das políticas públicas", destacou.

O Fórum tradicionalmente reúne grandes empreendedores que compartilharam suas trajetórias e visões acerca do investimento social privado. Na edição deste ano estiveram presentes Carlos Wizard, presidente do Grupo Saforza, empresário que fez carreira na área de franquias e que, desde outubro do ano passado, se mudou para Boa Vista, em Roraima, e ajuda os refugiados venezuelanos. Eduardo Fischer, presidente MRV Engenharia e do Instituto MRV, um dos empresários mais importantes no ramo da construção civil e membro da família fundadora, levou para o Fórum a experiência do projeto Escola Nota 10, que já implantou mais de 170 escolas de alfabetização, de inclusão digital e profissionalizantes em seus canteiros de obras.

O painel final colocou no palco as três mulheres que respondem por Fóruns de Filantropia. A diretora-presidente do IDIS e responsável pelo Fórum Brasileiro de Filantropos, Paula Fabiani, a presidente e CEO do Global Philanthropy Forum, Jane Walles e a CEO do African Philanthropy Forum, Mosun Layode.

"Todo nosso trabalho vai depender de governos responsáveis", alertou Jane Walles. "Eu acho que sem uma sociedade civil robusta não teremos capacidade de solucionar os problemas que se apresentam", destacou. Mosun Layode chamou atenção para a atual situação na África. "A ajuda externa tem diminuído, mas a interna tem aumentado por conta de africanos mais ricos, que terão que assumir responsabilidade pelo seu próprio desenvolvimento", finalizou.

IDIS 20 ANOS
O Fórum Brasileiro de Filantropos e Investidores Sociais 2019 também celebrou os 20 anos de história do IDIS. "O que pretendemos daqui em diante? O IDIS pretende continuar sendo catalisador de iniciativas. Um instituto que pensa estrategicamente e identifica e implanta projetos de impacto", discursou Paula Fabiani. "Queremos um futuro mais justo e solidário, na qual cada um faça sua parte".

O FÓRUM
O Fórum Brasileiro de Filantropos e Investidores Sociais é a versão brasileira do Global Philanthropy Forum (GPF) e tem como parceiros institucionais a Charities Aid Foundation (CAF) e a United Way. Nesta edição contou com o apoio da Fundação Telefônica Vivo, Fundação José Luiz Egydio Setúbal, Banco Santander, Fundação Mott, Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e Mattos Filho Advogados. O evento é realizado anualmente, sempre com o objetivo de contribuir para a formação de uma comunidade de pares, para o fortalecimento das práticas de filantropia e investimento social no país.

Todas as sessões do Fórum foram gravadas e serão disponibilizadas no canal do IDIS no YouTube.



Website: http://www.idis.org.br
Link
Notícias Relacionadas »
Ab Noticias  News Publicidade 1200x90
Mande sua denuncia, vídeo, foto
Atendimento
Mande sua denuncia, vídeo, foto, pra registrar sua denuncia