23/07/2018 às 10h15min - Atualizada em 23/07/2018 às 10h15min

EXTRA lista as principais opções de cartões de crédito e aponta o ideal para cada perfil

Bruno Dutra e Nelson Lima Neto

Agência O Globo -
Agência O Globo -
Arquivo/Agência Brasil

Ferramenta cada vez mais utilizada pelo brasileiro para compor seu orçamento, o cartão de crédito oferece serviços que nem sempre são utilizados pelos usuários. embora eles paguem por isso. Dados do Banco Central (BC), referentes a dezembro de 2017, apontam que cerca de 50 milhões de pessoas no país usam essa modalidade de pagamento oferecida por bancos e administradoras. O problema é que 18,2 milhões registram saldo devedor todos os meses. Para fugir da dor de cabeça, o EXTRA listou 40 cartões disponíveis no mercado (veja o quadro ao lado) e algumas das vantagens e desvantagens de cada um deles. E os especialistas em finanças alertam que a cobrança de anuidade precisa ser avaliada pelo cliente antes de assinar qualquer contrato.

— A primeira indicação é buscar um cartão sem anuidade. Em seguida, o cliente pode procurar a possibilidade de acumular pontos para a compra de produtos ou a oferta feita pelo próprio cartão para a aquisição de certos itens — destacou Ricardo Teixeira, coordenador do MBA em Gestão Financeira da Fundação Getulio Vargas (FGV).

Para evitar problemas futuros, é importante também planejar os gastos em relação ao cartão. Pessoas com rendas fixas mais baixas não podem ser arriscar com opções que cobram anuidades altas, por exemplo. Quanto ao nível de comprometimento do salário mensal, existe uma receita para manter as contas em dia.

— O limite do cartão de crédito tem que ser de, no máximo, 80% do salário bruto. Por exemplo, se a pessoa ganha R$ 4 mil, ela não pode ultrapassar o teto de R$ 3 mil. Se passar desse patamar, não vai ter como segurar a toada de gastos — explicou Reinaldo Domingos, presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin).

Ele aproveitou para dar algumas dicas de como tornar o cartão de crédito um aliado na missão de enfrentar o dia a dia de gastos:

— O usuário pode usar o cartão em seu favor comprando e pagando daqui a 30 ou 35 dias. Ele deve utilizar a modalidade para pagar a fatura total no mês seguinte. Mas, para isso, se faz necessário ter a noção de que, no próximo mês, o salário será um pouco menor, pois terá que pagar a compra que fez no passado.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »