10/01/2022 às 22h20min - Atualizada em 10/01/2022 às 22h20min

Rui Costa quer asfixiar o entretenimento, diz presidente do DEM em Salvador

O vereador Duda Sanches (DEM) diz que o governador quer asfixiar o entretenimento após redução da capacidade máxima do público em eventos

AB NOTICIAS NEWS
BNews
Divulgação

Vereador de Salvador e presidente do DEM na capital, Duda Sanches criticou a decisão do governador Rui Costa (PT) de reduzir a capacidade máxima do público em eventos para 3 mil. O parlamentar afirma que o petista tomou a decisão sem dialogar com o setor.

"Esse tem sido o normal desse governo que quer asfixiar esse setor. Alguém precisa avisar ao governador que milhares de empregos dependem da 'canetada' dele e que ele precisa ouvir os empresários, os empregados, quem vive do entretenimento", afirmou.

O vereador reconheceu o aumento de casos de Coronavírus, mas pondera que a vacinação tem barrado o agravamento de mortes e internações. "Estamos vivendo uma nova onda? sim. Mas não se compara a letalidade dessa com a de antes. Não dá para fechar tudo, como foi das últimas vezes".

"Passamos de 4 mil casos ativos; em dezembro, esse número estava próximo de 2 mil. Por isso, precisamos estabelecer novos parâmetros e novas restrições. Vamos ter que restringir, pois os números dispararam e são 300 pessoas internadas em UTI. O Brasil vive um novo surto e vamos ter que dar um passo atrás", justificou Rui.

Diálogo com o setor

Em meio à insatisfação do setor, o governador Rui Costa (PT) disse na tarde desta segunda-feira (10) que vai pedir para agendar uma reunião nesta semana com representantes do ramo de eventos.

A fala foi feita pelo gestor estadual durante entrevista à Record TV Itapoan. Questionado, Rui afirmou não ter "problema" em dialogar com empresários do entretenimento.

"Sem problema. Tenho o maior prazer de dialogar. Acho que dialogando que a gente pode encontrar um denominador. Acho que infelizmente alguns fizeram eventos cobrando [comprovante de vacinação]; outros, eu arriscaria dizer que infelizmente a maioria dos eventos que aconteceram no estado da Bahia não foi exigido o passaporte. Mas recebo [representantes do setor]. Eu vou pedir pra agendar essa semana", disse o governador


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »