03/12/2021 às 11h01min - Atualizada em 03/12/2021 às 11h01min

Bruno Reis diz que ainda não planeja impor restrições a não vacinados

Prefeitura tenta caminho do diálogo para ampliar imunização em Salvador

AB Notícias News
CORREIO 24HR
Reprodução

Após afirmar que não descarta estabelecer medidas restritivas para não vacinados caso não consiga ampliar a vacinação em Salvador, o prefeito Bruno Reis disse, em coletiva à imprensa, que ainda não é o momento para isso. Reis destacou que a gestão municipal ainda quer optar pela conscientização com quem ainda não se vacinou.

"Enquanto eu tiver vacinas disponíveis, não vou adotar medidas para induzir a vacinação. Estamos indo pela ampliação do diálogo e deixando a vacina mais próxima das pessoas. Caso as doses fiquem paradas podemos adotar isso exigindo cartão de vacinação em áreas públicas e privadas", pontuou.

O prefeito fez questão de destacar ainda que, se aplicar restrições, vai reforçar a fiscalização para que estas sejam cumpridas.

"Não vamos adotar medidas que não sejam fiscalizadas a rigor. Pra gente avançar nessas medidas, um dos critérios é que sejam cumpridas. Não adianta você exigir vacina em bares, restaurantes e shoppings centers e, na prática, não funcionar", afirmou.

Estratégia de vacinação
As falas foram dadas durante o anúncio da nova estratégia de vacinação das doses contra a covid-19 da prefeitura para este fim de semana, nos dias 4 e 5 de dezembro, quando postos volantes de vacinação serão instalados nos pontos mais movimentados da cidade.

"A novidade é que vamos ter equipes volantes de vacinação nas áreas de grande circulação de Salvador. Teremos vacinação nos shoppings, nas estações de transbordo, nas instituições religiosas. Lugares com muita movimentação pra deixar a vacina mais perto do povo", disse Reis.

A intenção é avançar ainda mais na imunização dos cidadãos com postos fixos, drives e volantes, disponibilizados em locais de grande circulação, dentre outras ações.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »