24/11/2021 às 15h55min - Atualizada em 25/11/2021 às 00h00min

12 dicas para escolher a clínica de reabilitação mais adequada

SALA DA NOTÍCIA Boost Assessoria de Imprensa
https://clinicasrestituindosonhos.com.br/

Escolher a clínica de reabilitação não é uma tarefa fácil. Por outro lado, a dependência química atinge cada vez mais pessoas.

Sendo assim, a Organização Mundial de Saúde (OMS) já a caracteriza como uma doença crônica.

Mas as famílias ainda ficam sem saber como escolher a clínica de reabilitação mais adequada.

Então, neste artigo, vamos te apresentar 12 dicas para escolher a clínica de reabilitação mais adequada. Acompanhe.

Quando é a hora de recorrer e escolher a clínica de reabilitação:

Para a família de um dependente químico, optar pelo internamento é uma situação delicada. Sendo assim, a família demora a decidir pelo internamento.

Portanto, o paciente já está em um estágio avançado da dependência. Ou seja, ele precisa ser isolado do ambiente e das influências que o fazem consumir drogas frequentemente.

No entanto, vale salientar que para aumentar as chances de sucesso do tratamento, o paciente deve ter consciência de sua situação.

Diante disso, a clínica de reabilitação oferece atendimento de uma equipe multidisciplinar capacitada para ajudá-lo a superar a dependência.

Nesse sentido, a colaboração e apoio da família são essenciais para que o paciente se mantenha motivado a continuar o tratamento.

Desta forma, muitos pacientes, que não são apoiados pela família, abandonam o tratamento ainda nos estágios iniciais.

E para completar, também é relevante salientar que a privação do consumo e da rotina do dependente, quando não é bem trabalhada, pode piorar o quadro de dependência.

Diante disso tudo, são muitos fatores que devem ser considerados na hora de escolher a clínica de reabilitação.

Todavia, ela deve ser confortável e oferecer um tratamento de qualidade para que o paciente consiga se recuperar da melhor forma possível.

Como escolher a clínica de reabilitação mais adequada?

Sabemos que a depender do grau de dependência não é possível fazer todas as verificações para fazer a melhor escolha.

Veja abaixo alguns fatores que são relevantes e pedem atenção na hora de escolher a clínica mais adequada.

  1. Avalie a infraestrutura:

Antes de decidir por uma clínica, avalie a sua infraestrutura. Ou seja, faça uma visita e verifique as condições da instalação.

Assim, a clínica deve ter uma infraestrutura que assegurará que todos os procedimentos médicos necessários serão fornecidos.

Desta forma, a infraestrutura pode influenciar no resultado das terapias. além disso, a clínica deve ter uma estrutura mínima para atender situações de emergência como:

  • Carrinho de parada

  • Farmácia para liberação de medicamentos 24 horas.

  1. Especialidade do estabelecimento:

Vá em busca do histórico da clínica para ver quais os casos mais frequentes que são tratados nela. Ou seja, verifique em quais casos ela tem especialidade.

Na medida do possível, tente saber como andam os pacientes que se trataram lé. Dê preferência a indicações de pessoas conhecidas.

  1. Verifique qual a duração do tratamento e rotina do paciente:

O plano de tratamento vai estipular o prazo de tratamento do dependente. Além disso, verifique junto a clínica como será a rotina do paciente e acompanhe.

Desta forma, você pode acompanhar o andamento do tratamento, bem como seus avanços. E o mais importante: durante o tratamento preste atenção a como o paciente se sente na clínica.

No entanto, saiba que tratamentos deste tipo podem ser longos. Por isso, é importante que o paciente esteja confortável. Assim, ele terá condições de progredir em seu tratamento.

  1. Acompanhamento do paciente:

Clínicas de reabilitação contam com equipes multidisciplinares para oferecer o melhor tratamento a seus pacientes. Assim, elas são formadas por médicos, psicólogos, enfermeiros e outros profissionais de saúde.

Portanto, ter informações sobre os profissionais que compõem a equipe é importante para o tratamento do seu familiar. Então, verifique quais e quantos profissionais estarão envolvidos no tratamento.

  1. Medicação e técnicas utilizadas:

A desintoxicação é parte importante do tratamento. Assim, essa é uma técnica delicada em que o paciente vai passando por um processo gradual de desintoxicação.

Ou seja, o consumo das substâncias que causam a dependência vai sendo reduzido gradualmente. Desta forma, o organismo vai se desintoxicando aos poucos.

Portanto, apenas profissionais capacitados e experientes podem conduzir essa técnica e ministrar medicamentos.

  1. Tratamento pós-internação:

O tratamento para dependência não acaba com a alta do paciente da internação. Assim, após esse período o tratamento precisa continuar. Portanto, é preciso saber se a clínica possui um programa de tratamento pós-internação.

Esse programa deve incluir consultas periódicas com especialistas e, principalmente, acompanhamento psicológico. Mas participar de grupos de autoajuda pode contribuir para a reabilitação e ajudar a conter a compulsão.

  1. Localização da clínica:

É preciso considerar a localização da clínica por conta do acesso. Afia, uma boa clínica também será segura para familiares e pacientes.

Além disso, a localização da clínica pode influenciar na compulsão, caso haja fácil acesso a entorpecentes na localidade.

  1. Pesquise referências sobre a clínica:

Hoje em dia as pessoas compartilham suas experiências na internet. Sendo assim, não é tão difícil encontrar informações sobre a clínica que você está de olho.

Além da internet, é possível ter referências através de grupos de autoajuda para familiares. Assim, você poderá ter uma ideia da credibilidade da clínica e avaliá-la antes de decidir por ela.

  1. Visite a clínica:

Visitar a clínica antes de decidir em qual clínica o dependente vai se internar é determinante na hora da escolha. Assim, você vai conhecer a infraestrutura da clínica e ver como é o atendimento.

Além disso, poderá conversar com a equipe para conhecer as propostas de intervenção e os modelos de assistência. Desta forma, você estará mais capacitado para tomar uma decisão acertada.

  1. Interaja com a equipe:

O tratamento para dependentes é feito com apoio de uma equipe multidisciplinar. No entanto, a participação da família do paciente é importante em todo o processo.

Sendo assim, faça visitas frequentes e converse com os integrantes da equipe sobre a situação do paciente.

  1. Referências sobre os profissionais envolvidos no tratamento:

Além de ter referẽncias sobre a clínica, é importante conhecer um pouco sobre os profissionais envolvidos no tratamento.

A clínica pode fornecer algumas informações, mas você pode usar a internet para obter mais detalhes sobre o currículo e a experiência de cada profissional.

  1. Diferenciais da clínica de recuperação:

Existem diversas clínicas de reabilitação pelo país. No entanto, cada uma delas tem a sua especialidade. Por conta disso, cada uma delas possui um diferencial em relação às outras.

Vimos que a decisão de internar um familiar para se tratar por dependência é uma decisão difícil.

Além disso, não é fácil escolher uma clínica de reabilitação. Por isso, neste artigo, apresentamos 12 dicas para escolher a clínica de reabilitação mais adequada. Esperamos que seja útil para você.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »