24/11/2021 às 21h32min - Atualizada em 24/11/2021 às 21h32min

Nélida Piñón deposita legado em cofre no Instituto Cervantes, na Espanha

AB NOTICIAS NEWS
Agência EFE
Reprodução
A escritora brasileira Nélida Piñon depositou uma ampla coleção de livros, fotografias e objetos pessoais e familiares que resumem a sua premiada trajetória na Caja de las Letras, um cofre do Instituto Cervantes que guarda o legado de diversas celebridades do cinema, arte, música, dança, teatro e ciência.


Esta é a primeira vez uma autora de linha portuguesa entra neste espaço da sede do Instituto Cervantes, que a partir de desta quarta-feira adquire "uma dimensão ibero-americana", segundo o diretor da instituição, Luis García Montero.

Nélida Piñón, que acaba de receber a nacionalidade espanhola, entregou a primeira edição da sua primeira obra, "Guia-Mapa de Gabriel Arcanjo" (1961), além do manuscrito do seu romance "A República dos Sonhos" (1984) e seu último livro publicado, "Um dia chegarei a Sagres" (2020).

No mesmo cofre, de número 1261, ela deixou outras lembranças da sua carreira: livros, fotografias (como o do recebimento do Prêmio Príncipe das Astúrias de Letras 2005), discursos (quase todos em espanhol) e vários textos.

Da vida pessoal e familiar, deixou penas de escrever que pertenciam ao pai e ao avô, leques da mãe e da avó, marcadores de páginas, um boneco Popeye que a sua mãe usou para incentivá-la a comer quando era criança, outras bonecas com a sua imagem compradas em feiras populares, uma pequena tartaruga que pertencia à editora e agente literária Carmen Balcells e pacotes selados com mensagens para amigos.

"Traços que se deixa para trás sem ter consciência do que está fazendo", explicou a própria Nélida Piñón sobre o legado de uma vida de quem se define como "uma nostálgica e sentimental, embora também uma mulher de grande disciplina".

O legado terá como destino final a biblioteca patrimonial de Cervantes, que a instituição abriu neste ano em sua sede de Alcalá de Henares, cidade de nascimento de Miguel de Cervantes, na comunidade autônoma de Madri


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »