24/11/2021 às 15h09min - Atualizada em 24/11/2021 às 15h09min

Em desacordo com a Saúde, Anvisa pode aprovar doses de reforço da mesma vacina

Três processos estão sob avaliação da agência. Palavra final é do Ministério da Sáude

AB Notícias News
IG
Reprodução

A  Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) delibera na tarde desta quarta-feira sobre a inclusão das doses de reforço da Pfizer, da  Janssen e da AstraZeneca na bula das vacinas contra a Covid-19 . A tendência é que o órgão regulatório aprove doses de reforço homólogas, isto é, do mesmo imunizante. A decisão final, contudo, é do Ministério da Saúde.

A pasta anunciou na terça-feira da semana passada que estenderá a dose de reforço a todas as pessoas a partir de 18 anos que tenham completado o ciclo de imunização há, no mínimo, cinco meses. A orientação do ministério dá preferência ao reforço com a vacina da Pfizer, independente se a pessoa tiver tomado essa vacina, a CoronaVac ou a da AstraZeneca.

Há uma exceção quanto à Janssen: segundo o anúncio, quem tomou uma dose deverá receber a segunda com, pelo menos, dois meses de intervalo. Só então, cinco meses depois, estaria apto a tomar o reforço.


 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »