24/11/2021 às 10h49min - Atualizada em 24/11/2021 às 13h50min

3 importantes alterações na próstata dos cães

Novembro azul traz um alerta sobre os problemas de próstata que também acometem os pets

SALA DA NOTÍCIA Antônio Silva
https://avertsaudeanimal.com.br

As campanhas de combate ao câncer tem sido cada vez mais frequentes na sociedade e extravasando também para o mundo animal. Embora o câncer de próstata nos pets não seja comum, atingindo apenas cerca de 4% dos cães com mais de 7 anos, outras alterações prostáticas interferem corriqueiramente na vida e no bem-estar dos pets machos.

“A próstata é uma glândula que faz parte do sistema reprodutor do macho, circundando a uretra. Pela região anatômica, todas as alterações da próstata podem interferir nos órgãos vizinhos, impedindo a passagem da urina e até mesmo gerando dificuldade para o animal defecar“, conta a médica veterinária e gerente de Produtos de Nutrição da Avert Saúde Animal, Priscila Brabec.

Os sinais clínicos mais comuns de problemas relacionados à próstata são dificuldade em urinar, urina com sangue, gotejamento (sangue, urina ou secreção) pelo pênis, infecções urinárias recorrentes, dificuldade em defecar, “fezes em fita” e, em alguns casos, dificuldade de locomoção. “Muitas vezes esses sintomas são confundidos com problemas no sistema urinário, digestivo e até mesmo locomotor. Em outros casos, o animal pode apresentar problemas na próstata sem manifestar nenhum sinal clínico, mas interferindo no seu bem-estar, e por isso é importante falar sobre o tema”, explica Priscila.

A palpação e ultrassonografia abdominal ajudam a diagnosticar e retardar o avanço das afecções prostáticas e a castração pode contribuir como um fator protetor.

Quando diagnosticado a tempo, o câncer de próstata, pode ser tratado e por isso, é muito importante manter a rotina de “check-up” do animal junto ao médico veterinário.

Abaixo, listamos três alterações da próstata muito importantes para a saúde e bem-estar do cachorro:

1 – Hiperplasia Prostática Benigna (HPB)

É muito comum em cães mais velhos e não castrados. Ela acontece pelo aumento do tamanho da próstata de forma acentuada, podendo ocasionar compressão das estruturas regionais, como reto, cólon e a uretra. Apesar de não apresentar risco de vida ao animal, a hiperplasia prostática interfere negativamente no bem-estar do cão, sendo a castração indicada também como tratamento, com possibilidade de redução do tamanho da próstata após o procedimento.

2 – Prostatites

A prostatite é uma inflamação da próstata, que pode ser infecciosa ou não. Os animais com HPB são mais predispostos a apresentarem o quadro, que gera dor, desconforto e mal-estar para o animal. Prostatites infecciosas podem facilitar infecção urinária e outros quadros mais sérios para o animal. O tratamento é complexo e quando não tratada de forma adequada, a prostatite pode se tornar crônica.

3 – Câncer de Próstata

Apensar de sua baixa ocorrência, o câncer de próstata quando maligno nos cães é extremamente agressivo e danoso para o animal, promovendo metástases de forma rápida.

Os sinais clínicos incluem perda de peso, fraqueza de membros pélvicos, retenção ou incontinência urinária, inchaço nos membros pélvico e dores abdominais ou lombares, associados aos sintomas já citados anteriormente. O diagnóstico geralmente é tardio, limitando as opções de tratamento e o sucesso terapêutico. Por isso, leve sempre seu pet ao médico-veterinário.

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »