22/11/2021 às 20h17min - Atualizada em 22/11/2021 às 20h17min

Bolívia isola prisões após surto de covid-19 com 233 contágios

AB NOTICIAS NEWS
Agência EFE
Reprodução
Autoridades da Bolívia reportaram nesta segunda-feira um surto de covid-19 em duas das principais prisões do país, onde ao menos 233 reclusos testaram positivo, motivo pelo qual as visitas foram suspensas e os prisioneiros e os funcionários estão isolados.


O ministro da Saúde e das autoridades penitenciárias disse que os primeiros casos foram detectados no fim de semana nas prisões de San Pedro, em La Paz, e Palmasola, em Santa Cruz, e que representantes da Saúde foram enviados para realizar uma análise geral da situação.

Jeyson Auza, ministro da Saúde, foi à prisão de Palmasola - Santa Cruz é a região com mais casos de coronavírus no país - nesta segunda-feira para coordenar ações de prevenção e contenção.

De acordo com o ministro, "foram realizados mais de 500 testes e detectados 96 positivos" e 633 reclusos estão recebendo tratamento preventivo. Além disso, "de todo o universo de positivos detectados, 80% estão vacinados".

O diretor-geral do Regime Penitenciário, Juan Carlos Limpias, afirmou que dos "137 presos que testaram positivo" na prisão de San Pedro, "dez têm sintomas de resfriado comum, os restantes não têm nenhum sintoma".

Em ambas as prisões, os reclusos infectados permanecem isolados em espaços que foram criados para lidar com casos de covid-19. As autoridades também relataram que até agora não foram reportados casos positivos entre os funcionários das prisões de San Pedro e Palmasola.

Além disso, dado o aumento dos casos, as autoridades decidiram isolar toda a população prisional como medida preventiva e suspender as visitas a todas as prisões do país.

A Bolívia totaliza 19.068 mortes causadas por covid-19 e 529.486 casos positivos desde março do ano passado. 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »