23/10/2021 às 10h27min - Atualizada em 23/10/2021 às 10h27min

Aliados de Rui Costa reagem após críticas de deputados

O líder da Oposição na Assembleia Legislativa Bahia (AL-BA) acusou o Governo da Bahia de negligenciar a educação.

AB NOTICIAS NEWS
Tribuna da Bahia
Reprodução

Os deputados estaduais Sandro Régis (DEM) e Osni (PT) entraram em embate ao comentar a situação da Educação na gestão Rui Costa, ontem. O líder da Oposição na Assembleia Legislativa Bahia (AL-BA) acusou o Governo da Bahia de negligenciar a educação. 

"Falta investimentos em infraestrutura e em valorização dos professores. Vemos, principalmente no interior, escolas com péssimas condições, e a situação piorou com a pandemia. Muitas escolas não apresentam condições mínimas para receberem alunos no retorno das aulas. Falta também um trabalho em parceria com os municípios, de forma a pensar no desenvolvimento integral dos alunos, da educação infantil ao ensino médio e superior. O governo do PT falhou em todas as etapas", criticou. 

Régis recordou ainda que a Bahia já ocupa as últimas posições no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), que coloca o estado entre as piores taxas do ensino médio do país. Para ele, "os péssimos números do estado são reflexo de uma soma de fatores". 

Em seguida, o líder do PT na Casa, deputado Osni, rebateu. "O deputado faz a crítica com objetivo eleitoral distorcendo a realidade. Rui Costa contratou mais de 6,5 mil servidores para a educação. Régis esquece que faz parte do grupo político que, historicamente, desrespeitou e sucateou a educação na Bahia", disse. 

O aliado de Rui ainda afirmou que "a Bahia é o terceiro estado com maior crescimento no Índice de Oportunidades de Educação Brasil, com aumento de 22% em relação à primeira edição do levantamento". Ele também pontuou "o esforço do Governo do Estado para contratação de professores, coordenadores pedagógicos e demais trabalhadores da educação".  

Líder da Oposição na Câmara Municipal, a vereadora Marta Rodrigues (PT) também comentou a polêmica e afirmou que a fala do deputado atinge não só o Governo do Estado, mas o conjunto de prefeitos e prefeitas do interior que tem se esforçado, em meio a tantos retrocessos impostos pelo Governo Federal, para oferecer uma educação de qualidade ao povo da Bahia. "Enquanto em Salvador a gestão de ACM Neto nunca fez o dever de casa na área da educação, o governador acolheu essa responsabilidade com muito compromisso. A maior parte dos alunos do Ensino Fundamental 2, por exemplo, ainda continua sob os cuidados do Estado", pontuou.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »