22/10/2021 às 21h40min - Atualizada em 22/10/2021 às 21h40min

GOVERNO DA BOLÍVIA DIZ QUE ASSASSINOS DO PRESIDENTE HAITIANO TINHAM PLANO PARA MATAR LUIS ARCE

Citando uma investigação do Intercept, o governo boliviano disse ter evidências de um plano para matar o presidente Luis Arce, aliado de Evo Morales.

AB NOTICIAS NEWS
The Intecrept Brasil
Hector Vivas/Getty Images

MERCENÁRIOS ENVOLVIDOS NO assassinato do presidente haitiano Jovenel Moïse, em julho, viajaram para a Bolívia antes da eleição do país no final do ano passado, segundo autoridades bolivianas. Em entrevista coletiva na segunda-feira, funcionários do governo boliviano alegaram que os mercenários estavam na Bolívia com ordens de assassinar Luis Arce, então o principal candidato da esquerda à presidência. Arce serviu como ministro das finanças do ex-presidente Evo Morales e foi o candidato presidencial de seu partido, o Movimento ao Socialismo, ou MAS.

Autoridades bolivianas conectaram o complô ao plano, relatado anteriormente pelo Intercept, do ex-ministro da Defesa, Luis Fernando López, de trazer mercenários dos Estados Unidos para a Bolívia antes da eleição, numa tentativa de impedir a esquerda de retornar ao poder depois que Morales foi deposto por um golpe um ano antes.

Para ver matéria completa acesse o link:
https://theintercept.com/2021/10/22/bolivia-mercenarios-haiti-luis-arce/


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »