21/10/2021 às 10h35min - Atualizada em 21/10/2021 às 10h35min

Agronegócio investe em cursos de qualificação

O setor carece de mão de obra especializada e qualificada

AB NOTICIAS NEWS
G1
Divulgação

No mercado de trabalho do agronegócio, uma conta nem sempre fecha. De um lado está quem quer trabalhar. Do outro o empregador que tem a vaga, mas exige que a pessoa apresente o preparo adequado. É por isso que o investimento em qualificação pode abrir portas.

No agronegócio, seja nos pomares ou nos canaviais, na pecuária ou nas plantações de grãos, todo dia tem trabalho para milhões de pessoas que ganham a vida nas diferentes atividades do agro país afora.

O agronegócio representa 20,55% da população empregada no Brasil. São mais de 18 milhões de trabalhadores. No primeiro semestre deste ano, mais de 150 mil novos empregos foram criados pelo setor, mas estes números poderiam ser melhores. É que o setor carece de mão de obra especializada e qualificada.

O silvicultor e diretor de uma empresa que atua em florestas de eucaliptos, Marcelo Aparecido Ramos da Silva, diz que, de alguns anos para cá, passou a ter mais dificuldades para contratar. Todo ano, a empresa também precisa de trabalhadores para cargos que não exigem qualificação.

Com o agronegócio em plena expansão no Brasil, algumas empresas passaram a investir na mão de obra qualificada e a oferecer cursos rápidos para formar profissionais e atender à demanda do campo. O Nosso Campo acompanhou uma turma sendo treinada para a função de máquinas para extração de eucaliptos. Algumas aulas são dentro de uma carreta e o simulador reproduz todas as operações e manobras para o corte e empilhamento de árvores.

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »