09/07/2018 às 22h10min - Atualizada em 09/07/2018 às 22h10min

Republicanos consultam Apple e Alphabet sobre privacidade

Quatro legisladores seniores enviam cartas às empresas com questionamentos

Agência O Globo -
Agência O Globo -
(Foto: Divulgação)

WASHINGTON - A Alphabet e a Apple estão enfrentando questões sobre suas práticas de privacidade de quatro membros republicanos do Congresso, uma vez que as empresas de tecnologia não conseguem acalmar as preocupações dos legisladores. Em cartas divulgadas nesta segunda-feira, os presidentes do Comitê de Energia e Comércio da Câmara e três de seus subcomitês pediram que o diretor executivo da Alphabet, Larry Page, informasse que o pai do Google "permitia que terceiros acessassem o conteúdo dos e-mails dos usuários".

Ao CEO da Apple, Tim Cook, que divulgou o compromisso de sua empresa com a privacidade do usuário, os legisladores pediram informações sobre as funcionalidades do iPhone, particularmente o acesso que os terceiros têm às informações dos usuários através da loja de aplicativos.

Ambas as cartas também perguntam se os smartphones e sistemas operacionais móveis das empresas coletam dados de áudio mesmo quando os usuários não estão usando os dispositivos, e se esses dados são compartilhados com terceiros. As cartas também perguntaram se os telefones coletam dados de localização mesmo quando os serviços de localização e recursos semelhantes estão desativados.

Os usuários dos iPhones e do sistema operacional para dispositivos móveis Android, do Google, "têm uma expectativa razoável de privacidade ao adotar medidas ativas para evitar serem rastreados por seus dispositivos", dizem as cartas. Um representante do Google disse, em comunicado, que a empresa parece "pronta para responder às perguntas do comitê"."Proteger a privacidade de nossos usuários e proteger suas informações é de suma importância para o Google", disse o representante.

A Apple não respondeu imediatamente aos questionamentos da Bloomberg.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »