05/07/2018 às 17h30min - Atualizada em 05/07/2018 às 17h30min

Com notícias sobre Cristiano Ronaldo, ações do time Juventus disparam

Imprensa diz que equipe italiana negocia para levar astro português do Real Madrid

Agência O Globo -
Agência O Globo -

LONDRES - Os rumores sobre uma possível ida do craque português Cristiano Ronaldo do Real Madrid para o Juventus fizeram as ações do time italiano dispararem. Os papéis subiram 11,19% na Bolsa de Milão, na expectativa da chegada do jogador que já recebeu cinco vezes o prêmio de melhor jogador do ano pela Fifa.

A alta é a maior variação intradiária desde uma vitória do time em uma partida em março, durante a disputa crucial da Champions League. Nos últimos dias, o papel já subiu mais de 20% em meio às especulações sobre a contratação de Cristiano Ronaldo.

As informações são de que o Real Madrid estaria disposto a receber uma multa de € 100 milhões, uma pequena parte da multa de € 1 bilhão prevista em contrato. Segundo o jornal espanhol “As”, o jogador aceitou um salário de € 30 milhões da Juventus, mas ainda falta aos clubes alcançar um acordo de transferência.

Embora a taxa a pagar possa parecer alta para um jogador que não está mais em início de carreira, a transferência pode ser um trunfo para a equipe conhecida como “la Vecchia Signora” (ou a Velha Senhora), dado o apelo de ter a marca Cristiano Ronaldo no time, além do talento dele em campo.

Ronaldo é um “sonho de marketing” que atrairia para o time de Turim novas receitas em patrocínio, estádios lotados e potenciais direitos de transmissão, explicou Robert Wilson, palestrante de gestão de negócios de esportes na Sheffield Hallam University, por e-mail.

A taxa ultrapassaria os 80 milhões de libras pagos pelo Real Madrid ao Manchester United pela transferência do jogador português em 2009.

CR7 recebeu US$ 61 milhões em salário e bônus no ano passado, além de US$ 47 milhões em publicidade, segundo a Forbes, o que fez dele o terceiro atleta mais bem pago no mundo, atrás do argentino Lionel Messi, do rival Barcelona, e do boxeador americano Floyd Mayweather.

Procurados pela Bloomberg, um porta-voz da Juventus ão quis comentar, e o Real Madrid não respondeu ao e-mail.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »