28/08/2021 às 10h49min - Atualizada em 28/08/2021 às 10h49min

Pecuária de corte: Entenda como surgiu a raça Speckle Park

AB NOTICIAS NEWS
R7
Divulgação

Se ainda hoje existisse a figura do Alquimista, poderíamos afirmar que surgiu um novo produto, digamos “genético-alquimista”, na pecuária bovina de corte, advindo de um Alquimista Pecuário Geneticista.

Estamos falando, de um “caldo genético” composto e complexo:

  • 20% do Angus, 28% do Shorthorn, 2% do Jersey, 15% do Galloway, 15% do Lineback, 15% do White Park e 5% de Highland.

E surge uma nova raça bovina de corte.

E nesse “caldo genético” surge o componente – sorte -.

Sorte pelo simples fato de não ter sido relegado à própria sorte, pois dessa mistura genética surgiu a raça: SPECKLE PARK. Raça bovina de corte, que teve sua origem no frio e distante Canadá.

Isso lá pelos idos de 1950. E já se vão 57 anos de pesquisas, marketing, desafios, fracassos, sucessos, dúvidas e até chegarmos ao novo século e aos anos 2021.

Essa caminhada genética que se inicia no Canadá, foi para na Austrália. Nos anos de 2006 foi reconhecido como uma raça pura.

No continente dos Cangurus foi aceito por mais de 500 pecuaristas, que vislumbraram uma nova oportunidade de atender as exigências bovinas ao meio ambiente e não o meio ambiente aos bovinos.

Essa situação se deu, vamos dizer, em função da geografia.  Na Austrália onde se concentra um dos maiores rebanhos bovinos de corte, mas precisamente no Paralelo 20, onde a raça SPECKLE PARK vem tendo uma aceitação considerável.

Mas o que tem em haver Paralelo 20 e a tal raça Canadense, com o Brasil?

São as condições de clima que coincidem entre o Brasil e a Austrália, que favorecem o desenvolvimento da raça, que se adaptou muito bem a outras condições, como solo, sistema de pastagens existentes, temperatura, insolação na Austrália. 

No Brasil na região Centro-Oeste, Mato Grosso, onde as temperaturas alcançam 38º a 40º graus, semelhantes às da Austrália, essa raça tende a ser uma nova contribuição para a pecuária nacional.

No quesito qualidade da carne, essa não apresenta grandes novidades.

O mercado exige um padrão de carne marmorizada. Macia. Suculenta. Agradável ao paladar.

Nessa raça o grau de marmoreio permanece entre 3 a 4, nas escala de 1 a 5.

O diferencial em relação a essa carne bovina de corte é a existência de alguma enzinas, como a Calpaína e a Calpastatina, que atuam como “bomba” de cálcio em forma de substrato e agem de forma direta na maciez da carne e na degradação das fibras musculares após o abate – rigor mortis -.

Essas duas enzimas, compensam a falta do marmoreio.

Um fator que chama a atenção é o Rendimento de Carcaça, apresentando índices de 8% a 10% acima em comparação com outras raças.

E o futuro no Brasil?

No momento provavelmente os interessados na promoção dessa raça, devem se movimentar junto ao MAPA, para autorizar a importação de material genético, assim como as demandas para o registro da raça na velha e conhecida Associação Nacional de Criadores Herd-Book Collares.

Não deixa de ser interessante a entrada dessa nova raça bovina de corte.

Se apresenta com variações de pelagem que variam do branco total ao salpicado.

E finalmente a pergunta que vale US$ 1mil, pela resposta.

Como uma raça desenvolvida no Canadá, no hemisfério norte americano, foi dar com os costados na Austrália?

A resposta deveria ser a de comunicação, de intercambio, de troca de informações, de correspondências entre pesquisadores.

Mas a realidade vem demonstrando que para se chegar a tal ponto de ser considerada uma raça pura na Austrália, no Canadá e provavelmente no Brasil, virá contribuir para a nossa pecuária bovina de corte.

Fonte: to.gov.br

Touro SPECKLE PARK, pelagem branca.

Fonte: to.gov.br

Touro SPECKLE PARK, pelagem “ salpicada”

Pelas fotografias, pode-se notar que possuí uma altura média, posterior bem definido, uma área de lombo considerável para ótima, 

Maioria de pelagem branca e preta 

Extremamente dóceis

Alto rendimento de carcaça

Carne macia e suculenta 

Cruzamentos possíveis economicamente: Nelore e Angus.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »