27/08/2021 às 16h20min - Atualizada em 27/08/2021 às 16h20min

Lula pelo Nordeste: veja o que os governos do PT fizeram pela Bahia

Nos governos Lula e Dilma, o estado recebeu, por exemplo, 840 Unidades Básicas de Saúde e 677 creches

AB NOTICIAS NEWS
Site do PT
Site do PT

Na visita que fez à Bahia, nesta semana, Lula conheceu de perto alguns dos projetos que o governador Rui Costa (PT) tem implementado e que o tornaram um dos gestores mais bem avaliados do país, com sua gestão aprovada por quase 70% dos baianos. Após apresentar o projeto de policlínicas (dezenas de centros de diagnóstico espalhados pelo estado) ao ex-presidente, Costa lamentou o fato de que diversas iniciativas precisam ser feitas praticamente sem recursos federais, o que não ocorria na época em que Lula e Dilma Rousseff eram presidentes.

Os governos nacionais do PT priorizaram o desenvolvimento do país e a Bahia não ficou de fora. No campo, por exemplo, a produção de alimentos foi muito estimulada. Entre 2012 e 2016, 27 mil famílias receberam recursos para fomento à produção agrícola, enquanto o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) garantia não só a compra dos produtos como, consequentemente, a segurança alimentar dos mais pobres. Em 2015, o PAA adquiriu 10,7 mil toneladas de alimentos de mais de 5 mil agricultores familiares.

O combate à pobreza contava ainda com iniciativas como o Bolsa Família, que, em 2016, atendia 1,8 milhão de famílias no estado. Além de renda, as pessoas ganharam luz elétrica (568 mil ligações feitas pelo programa Luz Para Todos) e água potável (cerca de 286 mil cisternas do Água Para Todos). E, na cidade, o Minha Casa Minha Vida somava 180 mil moradias entregues e outras 119 mil contratadas até março de 2016.

A saúde mereceu especial atenção também. As transferências do Fundo Nacional de Saúde para a Bahia cresceram 40,41% entre 2010 e 2015. E o Programa Saúde Não Tem Preço atendia, no começo de 2016, 1,3 milhão de pessoas, que podiam adquirir remédios para hipertensão, diabetes e asma gratuitamente em 1,3 mil farmácias populares. Com o Mais Médicos, 378 municípios passaram a contar com profissionais qualificados para atendê-los. A ampliação da rede foi imensa também. Só de Unidades Básicas de Saúde (UBS), o estado ganhou 840 entre 2010 e 2016.


Lula e Rui Costa visitam Policlínica de Narandiba: cuidando dos problemas reais

Para a educação da Bahia, por exemplo, os governos Lula e Dilma colaboraram, por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), com a construção de 677 creches, 755 quadras escolares e 27 centros de artes e esportes unificados. O programa Caminho da Escola levou ao estado 3.598 ônibus (3.341 para zonas rurais) para garantir que as crianças fossem às aulas, e o Mais Educação, que garantia ensino em tempo integral, chegou a beneficiar 6,3 mil colégios.

O governo federal construiu ainda, entre 2003 e 2016, 21 escolas técnicas, fazendo o número de instituições desse tipo saltar de 9 para 30. O ensino superior também não foi esquecido. Foram feitos 18 campus universitários, e o Programa Universidade para Todos (Prouni) e o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) beneficiaram 101,6 mil e 204 mil estudantes baianos, respectivamente.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »