27/08/2021 às 15h27min - Atualizada em 27/08/2021 às 15h27min

Vacina de reforço será diferente da tomada anteriormente no RJ

Pessoas que tomaram a 1ª e 2ª doses da Pfizer receberão AstraZeneca

AB NOTICIAS NEWS
Agência Brasil
Fabio Rodrigues PozzebomAgência Brasil

A Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro (SES-RJ) prevê que as doses de reforço contra covid-19 começarão a ser aplicadas em setembro para idosos, avançando gradativamente até os 60 anos. A campanha deve começar por idosos com mais de 90 anos e pelos que vivem em instituições de longa permanência e também vai incluir pacientes imunossuprimidos.

Segundo o planejamento da pasta, será usado esquema de vacinação heterólogo na terceira dose, o que significa que a vacina usada será sempre diferente das doses anteriores.

"O esquema prevê que as pessoas que tomaram a primeira e a segunda doses da Pfizer recebam a dose de reforço de AstraZeneca. Quem foi imunizado com a Jannsen ou AstraZeneca deverá receber o reforço com a vacina Pfizer. Os idosos e imunossuprimidos vacinados com a CoronaVac poderão receber a nova dose das vacinas Janssen, AstraZeneca ou Pfizer", explica nota da SES-RJ.

A secretaria afirma que aguarda nota técnica do Ministério da Saúde quanto às recomendações para a aplicação da dose de reforço. Nesta semana, o ministro Marcelo Queiroga anunciou que a dose de reforço será para idosos de mais de 70 anos, e que o imunizante a ser usado será o da Pfizer.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »