27/05/2021 às 13h46min - Atualizada em 27/05/2021 às 13h46min

Equipes do SESI são finalistas do maior prêmio de inovação da robótica

Competidores do Global Innovation Awards, incluindo um time apenas de meninas, disputam o mundial nas categorias FLL e FRC. Vencedores serão anunciados no dia 30 de junho

AB NOTICIAS NEWS
CNI
Divulgação

Três equipes brasileiras estão entre os finalistas do Global Innovation Awards (GIA), maior prêmio de inovação da robótica educacional. Na categoria da FIRST LEGO League Challenge (FLL), concorrem a SESI Big Bang, de Birigui (SP) – formada apenas por meninas! –, e a SESI Biotech, de Barra Bonita (SP). 

Pela FIRST Robotics Competition (FRC), é a Megazord 7563, do SESI/SENAI de Jundiaí (SP), que representa o Brasil. Cerca de 110 países participaram da seleção dos 20 finalistas de cada categoria, que foram anunciados no canal oficial da FIRST. Em razão da pandemia, a competição segue on-line, com anúncio dos vencedores no dia 30 de junho também no canal da FIRST no YouTube.


 

Considerado o maior reconhecimento da robótica no quesito inovação, o prêmio destaca as melhores soluções para problemas do mundo real, dentro do tema definido para a temporada, que neste ano está relacionado à prática de atividades físicas. As propostas precisam demonstrar originalidade e viabilidade.

Conheça os projetos finalistas FLL do GIA

A equipe SESI Biotech apresentou o projeto Move Bag, uma mochila que, com elásticos e pequenos adereços, possibilita uma grande variação de exercícios. Segundo os estudantes, os benefícios para quem a utiliza são físicos, psicológicos e fisiológicos, melhorando a disposição e a qualidade de vida. Além de multifuncional, a mochila é sustentável, já que é feita de materiais reaproveitados.

Compõem a SESI Biotech os estudantes: Laura Mariano, 15 anos; Lucas Fernandes Castilho, 14 anos; Bruno Roberto Papili Pagini, 14 anos; João Gabriel de Azevedo, 14 anos; Kamily Aparecida Biega Costa, 14 anos; e Arthur Pereira de Almeida Baade, 12 anos.

Segundo a equipe Biotech, um dos motivos para o sedentarismo é a falta de equipamentos de baixo custo

Segundo a equipe Biotech, um dos motivos para o sedentarismo é a falta de equipamentos de baixo custo

Já a equipe de Birigui, a SESI Big Bang apresentou o Figlove, uma faixa inovadora utilizada na palma da mão, capaz de reduzir ou minimizar as dores das pessoas durante a prática do exercício, possibilitando maior tempo e intensidade na atividade.

Competem pela equipe: Ana Laura Araujo dos Santos, 14 anos; Ana Sofia Adão, 15 anos; Graziela Martins Polatto, 13 anos; Lara de Souza Santana, 14 anos; Leticia Vargas Frandsen, 13 anos; e Sthefany Thaynara Moroni, 14 anos.

Representante da FRC: robô personal trainer

A Megazord, que concorreu com outros 883 times, apresentou o Personal Robot. O robô compacto utiliza inteligência artificial para auxiliar a prática esportiva. Além de incentivar, ele apresenta treinos específicos e verifica se os movimentos da pessoa estão corretos.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »