27/05/2021 às 12h06min - Atualizada em 27/05/2021 às 12h06min

Rede D’Or (RDOR3) precifica follow-on e movimenta R$ 1,7 bilhão

AB NOTICIAS NEWS
SUNO NOTÍCIAS
Reprodução
A Rede D’Or São Luiz (RDOR3) precificou a sua oferta subsequente de ações (follow-on) a R$ 71 cada, levantando R$ 1,78 bilhão. Portanto, agora o capital social da companhia é de R$ 7,57 bilhões.

Segundo o fato relevante da companhia, cerca de R$ 888,9 milhões do montante total serão destinados ao capital social e os outros R$ 888,9 milhões serão destinados à reserva de capital.

A oferta foi restrita, ou seja, disponível apenas para investidores profissionais, e liderada pelo Bank of America.

BTG Pactual (BPAC11), Bradesco BBI, Itaú BBA, JP Morgan, UBS Brasil e XP Investimentos fecham o sindicato de bancos responsável pela operação e pelo bookbuilding, a coleta de intenções de investimento.

A Rede D’Or faz o follow-on cinco meses e meio depois da sua estreia na bolsa, em dezembro do ano passado. No IPO, a empresa vendeu seus papéis a R$ 57,92 .

Rede D’Or registra lucro líquido recorde de R$ 402,4 milhões no 1T21

A Rede D’Or registrou lucro líquido recorde de R$ 402,4 milhões no primeiro trimestre de 2021. Esse valor representa um avanço de 254,6% na comparação com o mesmo período no ano passado, quando havia apresentado R$ 113,5 milhões.

Segundo o documento, o lucro líquido foi impactado positivamente pelo resultado operacional da companhia.

A receita líquida consolidada nos primeiros três meses do ano atingiu R$ 4,7 bilhões, representando um crescimento de 43% sobre a receita do mesmo período do ano anterior. Por sua vez, a receita bruta alcançou R$ 5,3 bilhões — o maior faturamento trimestral da história da companhia — crescimento de 42,2%.

A empresa registrou Ebitda (lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação) recorde de R$  1,1 bilhão, avanço de 86,0% na comparação com o mesmo período no ano passado.

“O resultado evidencia a recuperação operacional da companhia em meio aos efeitos da pandemia do covid-19, com forte expansão da receita impulsionada pelo aumento do volume de atendimentos de procedimentos cirúrgicos eletivos, que levaram a uma maior taxa de ocupação, a despeito do aumento de 798 leitos operacionais no primeiro trimestre”, informou a Rede D’Or.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »