23/06/2019 às 13h54min - Atualizada em 23/06/2019 às 13h54min

Cerimônia de batismo dá uma nova vida a detentos em Maceió

Batizados nas águas, eles assumem a sua fé e se tornam novas criaturas

Ab Noticia News
Folha Universal
Fotos: Cedidas

Ganhar almas e amenizar as reincidências no mundo do crime. Com esse intuito, o grupo Universal nos Presídios (UNP), há 15 anos, realiza um edificante trabalho nas unidades prisionais em Alagoas. Recentemente, a Casa de Custódia da capital Maceió, mais conhecida como o “Cadeião” recebeu a visita de voluntários e pastores do grupo. Na ocasião, foi realizada a segunda cerimônia de batismo nas águas.

A unidade conta com cerca de 500 detentos e, primeiramente, 27 deles foram batizados. Segundo o Pastor Luiz Carlos Simeão, responsável pelo trabalho do grupo no estado, o batismo mostra como os detentos têm vontade de construir uma nova vida e ser uma nova criatura.

“Nosso principal objetivo é mostrar para eles que nem tudo está perdido. Mas, que existe uma saída. E, que Jesus pode transformá-los. De homens desprezados e, aparentemente, perdidos em homens de bem, de família e, principalmente, homens de Deus e de caráter. O batismo nas águas os leva a uma entrega verdadeira ao Senhor Jesus. Eles assumem a sua fé e se tornam novas criaturas. É muito importante para que lá dentro outros vejam nesses o exemplo de mudança na vida dos que se entregam”, disse.

No dia do batismo nas águas no “Cadeião” também houve a cerimônia da Santa Ceia e a doação de exemplares de livros e Bíblias, tanto para os detentos quanto para os agentes penitenciários.

Atividades que desenvolvem o grupo

O grupo UNP de Alagoas atende cerca de 10 unidades em todo o estado. Entre as atividades desenvolvidas nas unidades estão exibição de filmes, doações de livros e Bíblias, ações de beleza e bem-estar em presídios femininos, café da manhã e da tarde (inclusive para os agentes penitenciários e familiares), comemorações especiais (como o dia das mães) e o atendimento espiritual.

O trabalho dos voluntários também é de extrema importância para o desenvolvimento do grupo. O radialista Marcos Antônio da Silva, voluntário do UNP em Alagoas, há pelo menos 2 anos, contou o significado desse trabalho na vida dele e na vida daqueles a quem ajuda.

“Fazer parte do grupo me traz muita alegria. Tenho o conhecimento de que é um trabalho sério, contudo prazeroso. Pois, levamos vida aos que estão mortos e presos espiritualmente. É muito gratificante saber que quando eles dão ouvidos e entendem a Palavra, a vida deles é transformada”, concluiu.

Saiba mais sobre o trabalho da UNP

A Universal mantém diversos projetos sociais. E, por meio de seus voluntários, atua em vários setores da sociedade. Principalmente, com o objetivo de levar auxílio emocional, psicológico, material e, sobretudo, espiritual aos que necessitam.

Milhares de voluntários do Universal nos Presídios (UNP) prestam auxílio aos encarcerados. Você quer saber mais sobre as ações que a UNP realiza dentro das penitenciárias em todo o País e ao redor do mundo? Então, acompanhe as atividades no perfil oficial do grupo no Facebook.

Quer ser um voluntário? Encontre uma Universal mais próxima de sua casa e converse com o pastor responsável.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »