17/04/2021 às 23h46min - Atualizada em 17/04/2021 às 23h46min

Quem pode adorar a Deus?

Esse aprendizado fez parte da Santa Ceia da Decisão, realizada no dia 4 de abril em todas as igrejas Universal

AB Notícia News
Folha Universal
Reprodução
No domingo de Páscoa, 4 de abril, foi realizada a Santa Ceia da Decisão na Universal. Durante o culto no Templo de Salomão.


São Paulo, o Bispo Edir Macedo explicou que cada pessoa que bebe e come do corpo e do sangue de Cristo, representados pelo pão e pelo suco de uva da Santa Ceia, se mostra disposta a sofrer pelo Senhor Jesus e que a essas pessoas está reservada a Vida Eterna. No entanto o sofrimento que ele citou não está relacionado aos problemas cotidianos: “é sofrer por causa do nome de Jesus, por causa da Sua Palavra. Assumir a sua Fé de justiça e ser perseguido por causa da justiça, sofrer por conta da verdade que liberta porque você não aceita mais a mentira”.
 
Esse ensinamento foi reforçado pelo Bispo Renato Cardoso para aqueles que estavam decididos a participar da cerimônia sagrada. “Se você hoje vai tomar a Santa Ceia, dentro de você tem que haver esta decisão: ‘Meu Pai, eu não quero mais fazer a minha vontade, eu já fiz isso e não deu certo; eu sei que a minha vontade é contra mim’”, ensinou.
 
Ele explicou que o desejo de Deus de que façamos a vontade dEle não é para nos cercear do nosso direito, mas para nos proteger, pois, por não entendermos tudo, muitas vezes não vemos que as nossas vontades geralmente são contra nós mesmos. O Bispo ainda propôs que esta Santa Ceia fosse um divisor de águas. Para isso, cada participante deveria perguntar a Deus do que era preciso abrir mão, se entregar a Ele e estar disposto a viver na contramão dos valores deste mundo, mas com a paz de que Deus estará a seu lado todos os dias de sua vida.

Essa foi a decisão tomada e mantida há 25 anos pelo empresário Ezequiel Camilo Ferreira, de 63 anos. Ele chegou à Igreja com a vida destruída, aprendeu sobre a Fé, decidiu se batizar nas águas e participou de algumas Santas Ceias sem o verdadeiro entendimento. Entretanto ele conta que entendeu que algo de sua vida não estava agradando a Deus. Na época, ele tinha um relacionamento amoroso contrário ao padrão de compromisso que a Palavra de Deus ensina. Por isso, se considerou indigno de participar da Santa Ceia e evitava a cerimônia. “Foi terrível porque eu percebia, quando saía dali, que minha vida continuava a mesma.”
 
Um tempo depois, quando o Pastor anunciou que haveria outra Santa Ceia, ele tomou a decisão certa. “Se eu quero seguir o Senhor Jesus, como eu vou fazer as coisas conforme a minha vontade?”, pensou. Ele e a então namorada, hoje esposa, decidiram se casar e seguir os ensinamentos da Bíblia. Depois desse sacrifício, Ezequiel voltou a participar da Santa Ceia e conta que passou a vencer as lutas que enfrentava. Para ele, essa foi a decisão mais acertada que tomou.
 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »