08/04/2021 às 11h02min - Atualizada em 08/04/2021 às 12h20min

Março Azul-Marinho: campanhas para o combate ao câncer colorretal no país se intensificam

Março Azul-Marinho visou à conscientização e combate ao câncer colorretal por meio de medidas que diminuem a probabilidade de desenvolvimento da doença. Apenas em 2020, mais de 40 mil novos casos de câncer de cólon e reto foram diagnosticados no Brasil, de acordo com o INCA

DINO
https://endoscopiaterapeutica.com.br/


O Instituto Nacional de Câncer (INCA) divulgou dados relevantes quanto à incidência de câncer de cólon e reto no Brasil. Em 2020, foram mais de 40 mil novos casos - 20.520 em homens e 20.470 em mulheres. Além disso, em 2017, quase 19 mil pessoas morreram da doença.

Câncer colorretal é um dos mais comuns no Brasil

O câncer colorretal é considerado um dos tipos mais comuns no Brasil - e em outros países do Ocidente -, tendo crescido nos últimos anos até chegar ao patamar de quase 41 mil novos casos em 2020. Tendo isso em vista, foi lançado o Projeto de Lei n.º 1.286, de 2019, com o objetivo de expandir a realização de exames preventivos em todas as unidades de saúde pertencentes ao Estado. A proposta é do deputado Alexandre Pereira.

Ainda que esse tipo de câncer tenha alta incidência entre os brasileiros, apresenta um adequado índice de cura quando diagnosticado precocemente. Seu desenvolvimento está diretamente ligado ao consumo elevado de bebidas alcoólicas, cigarro e carne vermelha, além do sobrepeso, que também corrobora com seu surgimento. O Março Azul-Marinho foi desenvolvido justamente para fornecer essas e outras informações sobre a doença à população.

Campanha Março Azul-Marinho fez alerta à população e visou conscientizá-la

A campanha Março Azul-Marinho foi idealizada para chamar atenção sobre as principais informações acerca do câncer de cólon e de reto, além de orientar a população quanto ao que é preciso para se prevenir, como, por exemplo, realizar atividades físicas e manter o peso corporal adequado.

Além dos exercícios, é preciso incluir na alimentação preparações mais naturais e menos industrializadas, tais como: cereais, grãos, legumes, verduras e frutas, que fornecem vitaminas e nutrientes, além de fibras para o bom funcionamento do intestino. No mais, o consumo de bebidas alcoólicas deve ser moderado, e o uso de tabaco, evitado ao máximo.

Por parte da população, é fundamental ficar atento quanto aos sinais da doença - sangue nas fezes, diarreia, dor abdominal, anemia, perda de peso sem motivo e prisão de ventre -, e procurar um médico. Já para o médico, é importante a troca de experiência com outros profissionais para adquirir ainda mais conhecimento sobre a doença.

Médicos e profissionais de saúde podem compartilhar experiências e adquirir ainda mais conhecimentos sobre endoscopia terapêutica

A campanha Março Azul-Marinho é uma forma de prover conscientização à população brasileira quanto ao que pode ser feito para se prevenir ou para se ter um diagnóstico precoce de câncer colorretal, de forma a garantir maiores chances de cura da doença. Além disso, a própria comunidade médica pode compartilhar experiências entre si por meio do portal Endoscopia Terapêutica.

De acordo com o Dr. Bruno da Costa Martins, editor-chefe do site Endoscopia Terapêutica e presidente do Ceadi, o portal é destinado "principalmente à área de Endoscopia e Gastroenterologia. Em algumas ocasiões, os colegas da Cirurgia (Cirurgia Geral ou Cirurgia do Aparelho Digestivo) também podem se beneficiar".



Website: https://endoscopiaterapeutica.com.br/
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp