30/03/2021 às 17h35min - Atualizada em 30/03/2021 às 20h30min

Sorria! Você está (e continuará) sendo filmado

Shirlei Miranda Camargo (*)

SALA DA NOTÍCIA NQM
https://www.uninter.com
Divulgação

A pandemia trouxe muitas mudanças, em vários setores, no mundo todo. Uma delas é o fato de que precisamos aparecer na “telinha” com muita frequência.  E não ache que as coisas vão voltar a ser como antes e que você vai continuar anônimo. Não vai.
 
As empresas perceberam que o home office é um excelente negócio, e com certeza esta modalidade é uma tendência. Portanto, reuniões, contatos com clientes, fornecedores e etc continuarão sendo – pelo menos uma boa parte disso – por meio de “calls” ou “meets” (reuniões virtuais). 
 
Tal comportamento é fácil de compreender: gastos com passagens, estadia e alimentação são reduzidos. Poupa-se o tempo das pessoas, um dos bens mais valorizados atualmente. E, infelizmente, não estamos livres do surgimento de novas pandemias, então precisamos estar preparados para isso. Em para quem ainda não está no mercado será cada vez mais comum a entrevista de emprego por meio das reuniões virtuais. Mas se você é aluno acostume-se com palestras, aulas e até reuniões de trabalho em grupo que também serão todas online. 
 
Ou seja, gostando ou não, provavelmente esta será nossa realidade. Se você não nasceu uma atriz como a ex-BBB Carla Diaz, que aos dois anos já estava na frente das câmeras, mãos à obra com essas cinco dicas bem básicas que, tenho certeza, já vão ajudar:
 
1.            Luz é tudo, acredite em mim. Sente-se de maneira que seu rosto fique de frente para uma janela ou, se não for viável, adquira um acessório chamado “ring light” (no período da noite ele é fundamental). Porém, se o seu problema for excesso de luz, feche a cortina ou até improvise uma com um cobertor. Você pode evitar o excesso de luz regulando a cor e intensidade, para não ficar branco parecendo a Mortícia (Adams) ou o Edward (Mão de Tesoura);
 
2.            Cuidado com a posição e altura da câmera. Ela deve ficar aproximadamente na altura de seus olhos, e a um braço de distância do seu rosto. Assim você não parecerá um “tirano” olhando as pessoas de cima para baixo, e elas também não vão notar aquela espinha que está nascendo no seu nariz. Dica extra: se você tem um notebook, eleve-o com alguns livros. Porém, se tiver que ficar muito tempo nesta posição, é bom adquirir um teclado extra, pois ficar digitando assim por muito tempo será bem desconfortável. Se for utilizar celular, um suporte vai ajudar muito. Então, se der, adquira um;
 
3.            Pense no Cenário. Analise o que a câmera vai captar ao fundo. Se conseguir compor um cenário bacana com alguns livros, plantas, quadros, perfeito!  Caso não consiga, apenas uma parede branca é muito melhor do que mostrar as “bagunças” de dentro do seu armário. Acho os cenários virtuais meio polêmicos, principalmente se você tem o hábito de falar como as mãos (sangue italiano, eu tenho), ou no caso dos homens que já não tem mais aquelas longas madeixas. Nestes casos, algumas vezes, fica parecendo um filme de horror, onde partes do corpo somem e aparecem, beeeeem bizarro! Uma outra dica é criar uma sala teste, somente com você como membro, para fazer estas análises e regulagens.
 
4.            Imagem é fundamental. Como falo para os meus alunos, se você está numa aula ou reunião, e tem a probabilidade de ser chamado para ligar a câmera, ao menos penteie os cabelos antes (nada que um rabo de cavalo não disfarce). E, para quem gosta, um “make up” básico – base, rímel, batom e blush – faz muuuita diferença! Outra dica extra: os professores (ou quem está conduzindo uma reunião) adoram aquelas pessoas que deixam a câmera ligada, pois é horrível a sensação de estar falando para uma parede. Que tal um pouco de empatia? Cá entre nós, eu acho até falta de educação entrar e sair de uma reunião sem abrir a câmera.
 
5.            Cuidado com os “micos”. Em tempos de “home office” e “homeschooling”, quem nunca cometeu uma gafe? Eu mesma já apareci de roupão e toalha na cabeça ao fundo de uma reunião do meu marido. Então, tenha certeza de que câmera não está ligada antes de fazer qualquer coisa que não faria publicamente. Deixe também o microfone sempre desligado se não for falar. Nada é mais chato que ouvir o carro do ovo passando no meio de uma reunião importante. Só não esqueça de ligar na volta quando for falar. Dizem que a frase mais falada em 2020 foi: “seu microfone está desligado”.
 
No mais, relaxe e seja você mesmo! Não precisa ficar parado, como diz aquela expressão que minha vó falava: “igual a um dois de paus¹”. Mas também cuide com cadeiras giratórias para não exagerar na movimentação e dar vertigem nas pessoas que estão assistindo. Equilibre. Somos humanos e não robozinhos.

¹ Por ser uma carta de baralho de valor baixo ela é de pouca serventia na maioria dos jogos e fica “parada” na mão dos jogadores


 
(*) Shirlei Miranda Camargo é coordenadora adjunta dos Cursos de Administração do Grupo Educacional UNINTER



 
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp