23/03/2021 às 22h32min - Atualizada em 23/03/2021 às 22h32min

“Me disseram que já tinham feito tudo”

Cristina Ferreira conta como a Fé reverteu uma complicação de saúde da filha Yasmin Andrade, diagnosticada com hidrocefalia nos primeiros meses de vida

AB Notícia News
Folha Universal
Reprodução
Aos 2 meses e 15 dias de vida, Yasmin Ferreira de Andrade, hoje com 18 anos, filha da autônoma Antônia Cristina Costa Ferreira, de 53 anos, foi diagnosticada com um problema médico. “Percebi algo na cabeça da minha filha e insisti com os médicos. Foi constatada hidrocefalia por meio da realização de tomografias e ressonância”, detalha Cristina. “Me disseram que fariam cirurgias para drenagem do líquido e para amenizar a dor, mas que ela seria apenas um vegetal.”
 
Yasmin nasceu prematuramente, aos seis meses de gestação. Durante a infância e a adolescência, ela seguiu os tratamentos recomendados por nutricionista, gastroenterologista, neurologista e neurocirurgião. Foram necessárias internações e intervenções cirúrgicas na cabeça e barriga. “Ela tomou muitos remédios e teve efeitos colaterais o que, para uma criança, não é fácil”, conta Cristina, que há 20 anos frequenta a Universal.
 
Ela fala das reações com as quais conviveu na época: “para a minha família, era uma sensação de medo e desespero. A minha, no entanto, era de dor por não poder tirar a dor dela, mas nunca perdi a confiança em Deus. Eu já tinha a minha Fé e cria na cura da minha filha”.
 
QUADRO DELICADO
 
Yasmin recebeu acompanhamento médico e não teve complicações até os 12 anos, quando surgiu um coágulo. “Ela começou a passar muito mal, tinha muitas dores de cabeça, fraqueza e desânimo. Foi preciso realizar a troca de válvula e cateter usados para drenar o líquido que se acumulava na cabeça. Ela desenvolveu um quadro de enxaqueca migratória e, por conta das dores, começou a perder os movimentos dos membros superiores e inferiores. Comecei a carregar a Yasmin nos braços e, muitas vezes, ia de ambulância e até em viaturas policiais para o hospital. Chegamos a esvaziar um ônibus – que mudou de percurso para nos levar ao hospital –, por conta da gravidade do problema.”
 
O pior, no entanto, ainda estava por vir. “Em 2015, depois de mais uma cirurgia para troca do aparelho, a Yasmin teve alta e fomos para casa. Tivemos que voltar alguns dias depois porque ela sentiu uma leve pressão no nariz. O neurocirurgião resolveu fazer um exame de fundo de olho e constatou temperatura altíssima do cérebro. Ela poderia vir a óbito, pois o aparelho tinha hiperdrenado. Depois de mais uma cirurgia, ela aparentemente saiu bem. Dois dias depois sentiu dores terríveis, já não andava e perdeu a visão temporariamente”, relembra Cristina.
 
DA MORFINA À FÉ
 
Cristina escutou palavras duras dos médicos: “me disseram que já tinham feito tudo e que era para chamar a família para se despedir dela. A Yasmin seria operada mais uma vez. Ela já estava vivendo à base de morfina, pois tinha chegado ao limite da dor.”
 
Foram necessárias três cirurgias na cabeça e duas na barriga no mesmo mês e os médicos avisaram que a situação de Yasmin era delicada. Nesse momento, Cristina se agarrou ainda mais a Deus. “A Fé sempre esteve em prática com Fogueira Santa, correntes, campanhas, óleo consagrado e a gota do milagre. Gritei nos ouvidos de Deus e Ele me tranquilizou”, afirma.
 
Contrariando o que fora previsto, Yasmin teve boa recuperação. Ela ficou em tratamento e realizou a última cirurgia em 2018. Desde então, melhora dia após dia. “Minha filha hoje está perfeita, linda e é inteligente. Para alguém que não andaria nem falaria e até ficou cega, ela se formou no colegial, está se preparando para fazer faculdade, faz curso de gestão empresarial, maquiagem e estuda balé. A Fé é tudo e, diante de qualquer diagnóstico ou notícia que fuja do nosso controle, com ela, temos certeza de que Deus só nos dá o melhor”, finaliza.
 
O QUE É HIDROCEFALIA
 
No interior do cérebro existem espaços chamados de ventrículos, que são cavidades naturais que se comunicam entre si e são preenchidas pelo líquido cefalorraquidiano (LCR) ou liquor. A hidrocefalia acontece quando a quantidade desse líquido aumenta dentro do crânio. Este aumento anormal do volume de liquor dilata os ventrículos e comprime o cérebro contra os ossos do crânio, provocando uma série de sintomas que necessitam de tratamento de emergência para prevenir danos mais sérios.
 
A hidrocefalia, muitas vezes, pode ser detectada antes mesmo do nascimento, por meio de ultrassonografias periódicas. Especialistas que podem diagnosticar a hidrocefalia são o clínicogeral, o pediatra e o neurologista. O tratamento padrão é o implante de uma válvula que drena e redireciona o excesso de liquor dos ventrículos do cérebro para outra parte do corpo.
 
Fonte: conteúdo disponível em www.gov.br/pt-br/servicos-estaduais/tratamento-de-complicacoes-da-hidrocefalia
 
Cura total pela fé
Você está enfrentado um período difícil em sua vida, como a doença grave de um familiar? Acredite, para Deus nada é impossível.
 
A reunião da ‘Corrente dos 70’, a maior corrente de cura e libertação, acontece toda terça-feira, no Templo de Salomão. Sobretudo, provando que o tempo de milagres não acabou.
 
ATENÇÃO: Devido às novas restrições estabelecidas no estado de São Paulo, os cultos presenciais ficarão suspensos de 15 a 30 de março. No entanto, as reuniões serão transmitidas pelo Univer Vídeo, pelas redes sociais Facebook, Instagram, YouTube, rádio e pela TV Templo. Confira os horários clicando aqui.
 
Fique atento às recomendações e notícias aqui no Universal.org. Clique aqui para saber como proceder nesse período de restrição.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp