23/03/2021 às 22h24min - Atualizada em 23/03/2021 às 22h24min

Do erro ao acerto

Nenhum homem deve se prender a atitudes erradas do passado como se elas definissem sua vida

AB Notícia News
Folha Universal
Reprodução
Muitos homens caem no engano de achar que um erro vai condená-lo o resto de suas vidas e que devem se punir para sempre por isso.
 
Há aquele homem que acha, por exemplo, que se o primeiro casamento deu errado nunca mais poderá se casar de novo ou ser bom marido. Se cometeu adultério, cai na mentira diabólica que nunca será capaz de ser fiel de novo. Se foi traído, pode achar que nenhuma mulher, nunca mais, merecerá sua confiança. Enquanto isso, vários deixam o fracasso para trás e são felizes em novas relações – ou ainda na mesma, quando conseguem se corrigir a tempo.
 
Um ex-detento pode ser estigmatizado por grande parte da população. Ele pagou por seus crimes como devia, tem uma nova chance de ser alguém útil à sociedade e ter uma vida decente. Mas, em alguns casos, o descrédito vem dele mesmo: seu corpo saiu da prisão e sua mente não. Ele enfia na cabeça que sua vocação é ser criminoso. Como uns conseguem ser cidadãos exemplares após cumprirem penas, enquanto outros repetem os mesmos erros de antes?
 
Ninguém deve fazer vista grossa à falha que cometeu, como alguns fazem. É fato que os covardes e os egocêntricos têm dificuldade para admitir seus erros. Entretanto um homem de verdade sabe que deve pagar pelo que fez e se comprometer a não repeti-lo. Como não se conformar com os erros passados e virar a página? Resposta: com o arrependimento sincero e as atitudes que devem segui-lo.
 
O EXEMPLO DE DAVI
 
Davi é um dos maiores exemplos disso. Ilustre guerreiro e rei de todo o seu povo, ele acertava sempre que colocava Deus em primeiro lugar, sujeitando-se à Sua autoridade. Mas, certa tarde, viu uma mulher se banhando e ficou cismado com ela. Era Bate-Seba, esposa de Urias, um de seus soldados. Foi então que ele tomou uma das piores decisões de sua vida: negligenciou a Vontade de Deus e pôs a sua na frente. Teve um caso com Bate-Seba e a engravidou. Depois, armou uma estratégia maligna para deixar Urias sozinho na frente de batalha e ele foi morto pelos inimigos.
 
O rei foi confrontado pelo sábio profeta Natã, enxergou seu erro e se arrependeu sinceramente. Com o arrependimento, Davi se aproximou novamente de Deus e pôde seguir como homem e rei justo. Claro, antes pagou caro: perdeu o filho que ele e Bate-Seba esperavam e enfrentou dificuldades no reino e em família. Contudo ele encarou as consequências e não deixou que aquele engano pautasse sua vida dali para a frente.
 
Quando estava prestes a morrer, Davi explicou ao filho Salomão o que significava ser homem de fato, ontem, hoje e sempre: “Esforça-te, pois, e sê homem. E guarda a ordenança do Senhor teu Deus, para andares nos Seus caminhos, e para guardares os Seus estatutos, e os Seus mandamentos, e os Seus juízos, e os seus testemunhos, como está escrito na lei de Moisés; para que prosperes em tudo quanto fizeres, e para onde quer que fores.” (1 Reis 2.2-3).
 
AÇÕES DO PRESENTE
 
O homem de hoje tem acesso ao Espírito Santo de Deus, se O quiser. A Ele não importam o passado ou o que a mente humana pensa sobre fracasso. Um homem com o Espírito de Deus tem força e inteligência para perdoar a si, aos outros e seguir em frente de cabeça erguida. Suas próprias ações de agora serão seu testemunho e não os erros passados pelos quais já pagou.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »