11/07/2020 às 18h04min - Atualizada em 11/07/2020 às 18h04min

Rui culpa Bolsonaro por Brasil ser 2º país com mais casos de Covid-19

O governador Rui Costa (PT) criticou a atuação de Jair Bolsonaro em meio à pandemia do novo coronavírus e pelo Brasil ser o segundo no ranking mundial de casos

Ab Noticia News
Tribuna da Bahia, Salvador Por: Henrique Brinco
Fernando Vivas / GOVBA

<span style="color: rgb(33, 37, 41); font-family: -apple-system, BlinkMacSystemFont, " segoe="" ui",="" roboto,="" "helvetica="" neue",="" arial,="" "noto="" sans",="" sans-serif,="" "apple="" color="" emoji",="" "segoe="" ui="" symbol",="" emoji";="" font-size:="" 16px;"="">O governador Rui Costa (PT) criticou a atuação de Jair Bolsonaro em meio à pandemia do novo coronavírus e pelo Brasil ser o segundo no ranking mundial de casos. O gestor estadual apontou que outros países são referência no combate à Covid-19 por causa da seriedade na aplicação de medidas de restrição. "Os países do mundo que levaram essa doença a sério conseguiram controlar em 20,30 ou 40 dias. Países asiáticos e na Europa, como Alemanha. Mas os países que brincaram e debocharam da doença, minimizando, estão pagando um preço alto, entre eles Itália, Estados Unidos, México e o Brasil, que hoje é vice-campeão de casos. Infelizmente carregamos esse título por conta desse comportamento da principal referência institucional do país, que é o presidente da República", disse Rui, à rádio Metrópole FM.
O petista afirmou que o crescimento dos casos de Covid-19 no interior ainda é preocupante. Ele ressalta que houve um "crescimento absurdo" na taxa de contaminação após o São João, depois de registros de aglomerações e festejos mesmo após o feriadão ter sido antecipado. "Nós estamos muito preocupados com o São João, eu diria que antecipar os feriados foi uma medida acertada, mas não suficiente. Infelizmente, presenciamos um crescimento absurdo vertical da curva de contágio. Desde o início da pandemia, o crescimento tem sido lento e suave, o que faz a Bahia estar entre os estados com melhor performance. Se olharmos os óbitos, temos 3,3%, portanto, uma taxa inferior à média nacional", lamenta. "Foram muitos encontros de famílias durante as festas, na zona rural, nas fazendas, festas com até 100 pessoas, aglomerações em festas como paredões".

O chefe do Palácio de Ondina pediu que os prefeitos do interior adotem medidas para impedir o fluxo de pessoas contaminadas em locais públicos. "Não é só falta de consciência. É crime. A pessoa sabe que está positivo e vai para rua, para o mercado, para a feira e é um crime. Ela está contaminando outras pessoas, está arriscando a vida dos outros. Isso é crime previsto em lei". Questionado sobre a retomada do futebol, Rui afirmou ser contra a volta dos jogos dentro da Arena Fonte Nova - que abriga leitos de UTI para pacientes com a Covid-19. “Não tomei posição definitiva, mas não me agrada muito ter partida de futebol. Lá tem leito de UTI. Não me agrada ter jogo no gramado e gente na UTI, na ala de cima, e pessoas, eventualmente, indo a óbito”, opinou. “Não tomei decisão definitiva, mas as pessoas que me procuraram eu disse que tem Pituaçu, mas a princípio não vamos liberar [a Arena] por causa da pandemia”, completou.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp