23/05/2020 às 19h40min - Atualizada em 23/05/2020 às 19h40min

Governo abre estudos para parcerias e privatização da EBC

Decreto foi publicado hoje no Diário Oficial

Ab Noticia News
Por Andreia Verdélio – Repórter da Agência Brasil - Brasília
© Marcello Casal Jr/ Agência Brasil

O governo federal qualificou a Empresa Brasil de Comunicação (EBC) no seu programa de privatizações, o Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) da Presidência da República. O objetivo da medida é possibilitar a realização de estudos e a avaliação de alternativas de parcerias da EBC com a iniciativa privada, além de propor ganhos de eficiência e resultados para a empresa, para “garantir a sua sustentabilidade econômico-financeira”.

O Decreto nº 10.354/2020, com a qualificação, foi publicado hoje (21) no Diário Oficial da União. O prazo para conclusão dos trabalhos será de seis meses, prorrogáveis pelo mesmo período.

Os estudos deverão ser elaborados pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e caberá ao Conselho do PPI aprová-los. Um comitê interministerial vai acompanhar e opinar sobre os estudos. Ele será composto por um representante da Secretaria Especial do Programa de Parcerias de Investimentos do Ministério da Economia, um do Ministério da Economia e dois da Secretaria de Governo da Presidência da República. O BNDES e a EBC também serão convidados para o comitê.

Empresa Brasil de Comunicação é uma empresa pública federal, criada em 2007, para fortalecer o sistema público de comunicação e dar efetividade ao princípio constitucional de complementaridade entre o sistema público, privado e estatal de comunicação.

EBC é gestora da TV Brasil, Agência Brasil, Radioagência NacionalRádio MEC AMRádio MEC FMRádio Nacional do Alto SolimõesRádio Nacional da AmazôniaRádio Nacional de Brasília AMRádio Nacional FM de Brasília e Rádio Nacional do Rio de Janeiro.

EBC também presta serviços de comunicação governamental por meio da TV BrasilGov e do programa de rádio A Voz do Brasil, retransmitido por todas as estações de rádio brasileiras. A empresa ainda é responsável por administrar a Rede Nacional de Comunicação Pública/RNCP, que é composta por mais de 40 emissoras parceiras e quatro geradoras próprias.

Edição: Valéria Aguiar

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp