17/02/2019 às 14h20min - Atualizada em 17/02/2019 às 14h20min

Vice-presidente da Airbus diz que Brexit sem acordo é 'catastrófico' para a empresa

Katherine Bennett afirmou à 'BBC' que companhia gastou dezenas de milhões de euros em preparativos para a saída do Reino Unido da União Europeia.

Reuters
Um Airbus A380 se prepara para decolar durante um evento de aviação em Paris, na França, em junho de 2009. — Foto: Eric Piermont/AFP

A Airbus disse neste domingo (17) que terá que tomar "difíceis decisões" sobre investimentos futuros caso os britânicos deixem a União Europeia sem um acordo, acrescentando que a empresa já gastou dezenas de milhões de euros em preparativos.

"Não há como sair "sem acordo" e de forma negociada, isso é absolutamente catastrófico para nós", afirmou a vice-presidente sênior Katherine Bennett à BBC.

 
Um Airbus A380 se prepara para decolar durante um evento de aviação em Paris, na França, em junho de 2009. — Foto: Eric Piermont/AFP

Um Airbus A380 se prepara para decolar durante um evento de aviação em Paris, na França, em junho de 2009. — Foto: Eric Piermont/AFP

Um Airbus A380 se prepara para decolar durante um evento de aviação em Paris, na França, em junho de 2009. — Foto: Eric Piermont/AFP

Um Airbus A380 se prepara para decolar durante um evento de aviação em Paris, na França, em junho de 2009. — Foto: Eric Piermont/AFP

Um Airbus A380 se prepara para decolar durante um evento de aviação em Paris, na França, em junho de 2009. — Foto: Eric Piermont/AFP

"Algumas difíceis decisões terão de ser tomadas se não houver um acordo...nós teremos que avaliar nossos investimentos futuros."

Ela disse que a Airbus já gastou "dezenas de milhões de euros" se preparando para o chamado "Brexit", como com estocagem de peças e segurança de sistemas de TI.

 

Nova derrota de May

 

Na quinta-feira (14), a primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, saiu derrotada de uma votação simbólica sobre a estratégia dela em barganhar o acordo do Brexit com a União Europeia.

A emenda rejeitada pelos parlamentares diminuiu o poder de barganha da premiê. May tenta convencer a liderança do bloco de que o acordo – rejeitado em 29 de janeiro no Parlamento – pode ser aprovado caso a União Europeia renegocie alguns pontos do plano.

May pretende conversar com cada líder da União Europeia e com o chefe da Comissão Europeia para buscar mudanças em seu acordo de retirada da UE, dias após outra derrota de seus legisladores e conforme empresas se preparam para um Brexit sem acordo, em 29 de março.
 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »