29/03/2020 às 20h55min - Atualizada em 29/03/2020 às 20h55min

Quem cuida dos profissionais que estão combatendo o Coronavírus?

Médicos e enfermeiros apresentam depressão, insônia e ansiedade. Eles também precisam de apoio

Ab Noticia News
Folha Universal
Getty Images

Mais da metade dos profissionais de saúde que estão combatendo o COVID-19 sofrem com depressão. Essa foi a conclusão a que chegou um estudo realizado na China e publicado no especializado Jornal da Associação Médica Americana.

Os pesquisadores conversaram com 1.257 profissionais em 34 hospitais, clínicas ou enfermarias entre os dias 29 de janeiro e 03 de fevereiro – momento no qual foram diagnosticados mais de 10 mil casos de infectados no país. O resultado foi o seguinte:

Quadro se espalha pelo mundo

Infelizmente, os problemas espirituais causados pelo COVID-19 nos profissionais da saúde se espalham tão rápido quanto a própria doença respiratória. Há casos de depressão entre médicos e enfermeiros relatados no Brasil, na Espanha e em diversos outros países. Na Itália, por exemplo, em menos de uma semana, duas enfermeiras cometeram suicídio.

Parentes de uma dessas enfermeiras (Daniela Trezzi, de 34 anos) explicam que desde que atendia no hospital, a profissional demonstrava ansiedade. Ao ser diagnosticada, desenvolveu depressão. Ela acreditava que tinha transmitido o vírus a outras pessoas. Após alguns dias em isolamento, tirou a própria vida.

Esse é o dilema que milhões de profissionais estão enfrentando hoje: querem auxiliar no combate ao vírus, mas têm justo receio de se expor e até mesmo transmitir a doença. Ademais, as exaustivas horas de trabalho em locais nem sempre bem equipados e o desolamento dos doentes ao redor impactam negativamente esses profissionais.

A doutora Elisane explica que há grande tensão entre os profissionais, inclusive por receberem a notícia de que outros médicos e enfermeiros já se encontram em estado grave após contraírem o COVID-19:

“Para nós, profissionais da saúde, a situação é bem delicada. A gente tem que cuidar dos pacientes que já estão infectados e isso gera uma preocupação do profissional pela possibilidade de pegar a infecção e levá-la para dentro de casa. Isso é bem difícil para nós.”

Por esse motivo, o Grupo Saúde, da Universal, está levando apoio espiritual a todos os profissionais envolvidos no combate ao Coronavírus: enfermeiros, secretários, higienizadores, médicos, seguranças etc. Conforme explica o Bispo Eduardo Ribeiro, responsável pelo grupo, estão sendo realizadas videoconferências, além de estarem sendo enviados vídeos com orações.

Assista a um desses vídeos:

“Não está autorizada pela Secretaria da Saúde a entrada de nenhum voluntário nos hospitais. Acredito que para blindar e proteger aos pacientes e a nós mesmos”, explica o Bispo. Entretanto, não poder estar presente não impede que a Palavra de Deus chegue até essas pessoas, que tanto precisam dEla neste momento.

Se você é um profissional de saúde e também quer receber os vídeos para se fortalecer espiritualmente, entre em contato pelo WhatsApp do grupo no número (11) 99748-7596.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp