21/03/2020 às 13h18min - Atualizada em 21/03/2020 às 13h18min

Salvador se transforma em cidade fantasma

Pontos turísticos, comércio, estações de metrô estão completamente vazias

Ab Noticia News
Tribuna da Bahia, Salvador
Romildo de Jesus / Tribuna da Bahia

As autoridades continuam adotando medidas para proteger a população do novo coronavírus. E as determinações incluem cancelar o funcionamento de alguns locais públicos, inclusive as praias da capital baiana. Dessa forma, tornando os principais pontos turísticos de Salvador completamente vazios. Segundo a prefeitura, ações já foram tomadas, e na manhã desta sexta-feira (20), como medida de prevenção para a doença, algumas praias começaram a ser isoladas com cercas.

Segundo a decisão municipal, ficarão fechadas para o público as praias do Farol da Barra, Porto da Barra, Rio Vermelho, Piatã, Itapuã e Ribeira, onde há maior aglomeração de pessoas. Os bloqueios serão feitos pela Guarda Civil Municipal (GCM) e a Secretaria Municipal da Ordem Pública (Semop).

Os agentes da guarda e da secretaria irão promover o bloqueio físico das áreas utilizando balizadores e avisos públicos informando da proibição para impedir a ocupação de banhistas. A administração municipal também irá recolher os kits de guarda-sol, cadeiras e mesas que costumam ser alugados para o público.

De acordo com o diretor municipal de Segurança Urbana e Prevenção à Violência, Maurício Lima, nas demais praias da cidade, a Guarda vai atuar, mediante denúncia da própria população, para evitar aglomerações, conforme decretos já publicados tanto por parte do município quanto do Estado.

“A participação da população nessa ação da Prefeitura contra o novo vírus é fundamental. Tanto no sentido de atender às recomendações e determinações do decreto quanto denunciando o descumprimento e a formação de aglomerações”, ressalto o diretor.

A reportagem da Tribuna da Bahia fez um passeio pela capital na tarde de ontem, e encontrou uma cidade “fantasma”. Diferente do que se costuma ver nos dias habituais, a Estação de ônibus da Lapa, estava praticamente vazia, com poucas exceções de trabalhadores dos serviços essenciais.

O comércio de rua, onde ainda encontrava poucos estabelecimentos abertos, estava com as lojas super vazias, mas na esperança de chegar algum cliente. “Não tenho outra fonte de renda. Se eu fechar minha loja posso até passar necessidade. Sei que estou me arriscando, mas é muito difícil para os lojistas fecharem as portas completamente”, disse a comerciante Leandra da Silva.

Quem circulou pela Estação do metrô, também não encontrou ninguém. Nesses locais o que se via eram corredores completamente vazios e com cara de abandono. Com o fechamento da Rodoviária, a situação na região é a mesma. “Todo mundo obedecendo as determinações das autoridades”, disse o guarda municipal, que estava fazendo a segurança do local.

A prefeitura, ainda fez as suspensões das aulas das redes pública e privada por 15 dias, a última quarta-feira (18). O prazo deverá ser estendido, até que a situação seja controlada. No caso das academias e cinemas, foi determinado as mesmas condições. No caso dos parques públicos, por tempo indeterminado.

Vele lembrar que a partir de hoje, o fechamento de todos os shoppings da capital baiana, também estará fechado pelo prazo de 15 dias, podendo ser estendido; Clínicas de saúde que estão dentro dos shoppings e têm acessos independentes poderão funcionar.

Luiz Barbosa que é proprietário de uma loja de calçados no shopping de grande circulação da cidade, falou que está mito preocupado com a saúde financeira da sua loja. “Estou profundamente preocupado, porque meus empregados não poderão ganhar dinheiro”, contou.

Ele diz, ainda, que não tem recurso suficiente para continuar a pagá-los, e ao mesmo tempo, continuar pagando as contas do estabelecimento. “Os políticos nos obrigam a fechar, mas não há discussão nem nenhuma anistia fiscal”, afirmou o empresário.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Ab Noticias  News Publicidade 1200x90
Mande sua denuncia, vídeo, foto
Atendimento
Mande sua denuncia, vídeo, foto, pra registrar sua denuncia