27/01/2019 às 12h10min - Atualizada em 27/01/2019 às 12h10min

“Você descobre que é tão pobre que a única coisa que você tem é dinheiro”, desabafa Eduardo Costa

Folha Universal
Foto: Reprodução

Assim como o cantor Eduardo Costa fazia, a maioria das pessoas associa felicidade à riqueza.  A maioria acredita que só será feliz e realizada quando conquistar, por exemplo, a casa e o carro dos sonhos. Ou se  conseguir viajar para lugares paradisíacos, frequentar os restaurantes e lugares mais badalados, vestir marcas de estilistas famosos, enfim, usufruir de todo o luxo que o dinheiro proporciona.

Contudo, é preciso se questionar: será que ter tudo isso ao alcance das mãos é mesmo garantia de felicidade? A resposta é não.

Se fosse, não haveria tantas pessoas bem-sucedidas financeiramente, donas de riquezas incalculáveis, que atingiram o auge da fama e, no entanto, são vazias e infelizes.
 

Muitas, inclusive, desenvolvem a depressão e, no afã de preencher o vazio da alma, se afundam nos vícios e, algumas, chegam até ao ponto de cometer o suicídio.

Leia mais: Os 10 sintomas da depressão

O caminho para ser feliz

Recentemente, o cantor Eduardo Costa, em entrevista ao apresentador Geraldo Luís, da Record TV, reconheceu que era uma dessas pessoas. No entanto, quando finalmente conquistou a fama e a riqueza que tanto almejava, se deu conta que a felicidade não estava no pacote.

“Eu achava que o dia que eu tivesse uma condição financeira melhor eu seria muito feliz. Eu consegui e hoje eu posso dizer que não é isso. Você luta a vida inteira para construir certas coisas e depois você descobre que é tão pobre que a única coisa que você tem é dinheiro”, desabafou o cantor.

Ele diz que depois de fazer um show para milhares de pessoas, muitas vezes lhe sobrevém uma tristeza profunda, devido à solidão.  “Às vezes, eu saio de um show com 50 mil pessoas e quando estou indo para o hotel, sozinho dentro uma van, olho para os lados e não tem ninguém sentado do meu lado, nem para bater um papo”, lamenta.

E você precisa do que para ser feliz, o que está faltando? Perguntou Geraldo Luiz.

“Eu preciso de Deus”, foi a resposta de Eduardo Costa.

Uma ponte chamada fé

Deus é a resposta. Ele é o único Caminho que conduz o ser humano à verdadeira felicidade. Feliz é aquele que tem esse entendimento.

Bispo Edir Macedo explica que o ser humano está sempre em busca de realizações. Quando ele alcança um sonho, logo está em busca de outro. Ele nunca se satisfaz. “Porque no fundo o que você almeja é a felicidade. A realização maior que o ser humano pode ter é ser plenamente feliz. E isso é impossível enquanto não houver a ferramenta que vem do alto que é a fé. É ela que nos dá acesso à felicidade”, afirma o Bispo.

Leia também: “Eu tinha tudo para seguir avante, mas eu tinha depressão”

Somente a fé, que é a obediência à Palavra de Deus, faz você se achegar a Ele. Sem a prática dela, você será sempre uma pessoa vazia, triste, amargurada. Ela é a receita para a felicidade.

“Nenhum livro e nenhum sábio deste mundo são capazes de dar a receita do bom viver da felicidade. Mas o dia que você aplicar a Palavra de Deus em sua vida nunca mais você será a mesma pessoa”, garante o Bispo.

É o que afirma também o salmista Davi:

“Agrada-te do SENHOR, e Ele satisfará os desejos do teu coração” Salmos 37.4

Se acaso você deseja aprender mais sobre essa Palavra que lhe trará a realização completa, compareça à Escola da Fé, às quartas-feiras, no Templo de Salomão, na Avenida Celso Garcia, 605, Brás, zona leste da capital paulista. Às 10h, 15h e 20h. Ou procure uma Universal perto de você, clicando aqui.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »